Explosão de manchas

  • Página 20 |
  • Jul 2019 |
  • Fernando Cezar Juliatti, UFU / JuliAgro; Breno Cezar Marinho Juliatti e Fernanda Cristina Juliatti, JuliAgro

Favorabilidade térmica, presença de inóculo em restos culturais e ausência de resistência nos genótipos cultivados estão entre os fatores que ajudam a explicar o aumento de doenças foliares em soja nas últimas safras no Brasil. Começar a aplicação de fungicidas ainda no estádio vegetativo, quando o Índice de Área Foliar (IAF) permitir a deposição em menores volumes de caldas, é uma das principais recomendações para prevenir prejuízos na próxima safra.

Seja assinante e leia a matéria na íntegra

Edição Anterior
  • N 241

    Jun 2019

    Ferrugem asiática: Sensibilidade vigiada

Próxima Edição
  • N 243

    Ago 2019

    Teste de fogo para fungicidas

CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura