Ihara lança molécula inseticida dinotefuran

  • Página 23 |
  • Dez 2019 |
  • Cultivar

A Ihara lançou em novembro, em São Paulo, uma nova molécula para o combate de pragas como percevejo e mosca branca. Trata-se do dinotefuran, a partir do qual a marca prepara uma linha de produtos batizada de "Movidos a Dino".

 Durante apresentação da nova molécula, o pesquisador Geraldo Papa, da Universidade Estadual Paulista (Unesp), explicou os prejuízos causados pelos percevejos, praga considerada uma grande ameaça para a cultura da soja, podendo reduzir em até 30% a produtividade da lavoura. “O produtor perde em produtividade e na qualidade dos grãos”, lembrou. Papa lembra a importância de evitar que defensivos com o mesmo modo de ação sejam utilizados ao mesmo tempo para a mesma praga-alvo. “O ideal é rotacionar os modos de ação. Dessa maneira, evitamos a seleção de indivíduos resistentes que podem prejudicar a eficácia do produto. Os agricultores passam a contar agora com a nova molécula de dinotefuran. Entre as características, apresenta efeito residual prolongado, baixa toxicidade para mamíferos e permite formas alternativas de aplicação”, detalhou Papa.

O diretor de Marketing, Pesquisa e Desenvolvimento da Ihara, Clayton Emanuel da Veiga, enfatizou que o foco da companhia é atuar para oferecer soluções aos agricultores. “Por isso investimos constantemente em pesquisa e desenvolvimento. Com estes lançamentos não será diferente. O agricultor brasileiro terá à disposição novas tecnologias que proporcionam um controle altamente eficiente para diversas e importantes pragas, em várias culturas. Tratam-se de três produtos à base de dinotefuram, com formulações exclusivas e inéditas aqui no Brasil que vão oferecer ao produtor um novo patamar de controle de pragas importantes”, opinou.

Movidos a Dino

O inseticida Zeus é um produto direcionado para as culturas da soja e do milho focado no manejo de percevejos. Já Maxsan é indicado para o controle de cigarrinha na cultura da cana e manejo de mosca branca em soja, feijão e batata. Spirit, que ainda está em fase de registro para a cultura de café, controla bicho-mineiro, cigarra e tem em sua formulação fungicida para controle da ferrugem. “São três inovações que estamos trazendo. Acredito que com essas novas ferramentas o produtor brasileiro possa elevar o patamar de produtividade de suas lavouras”, avaliou Veiga.

Como diferencial dos produtos formulados à base de dinotefuram o fabricante destacou três pontos: efeito de choque (age muito rápido na praga para a qual se destina), período de controle em torno de 14 dias e manejo de resistência. “As combinações que estamos lançando no mercado permitem que o produtor quebre o ciclo de uso da mesma molécula e tenha resultados superiores”. Os produtos Zeus e Maxsan já podem ser encontrados nos distribuidores Ihara em todo Brasil. Em dezembro também chega ao mercado o Spirit.

Para o gerente de Comunicação da Ihara, Gabriel Saul, o lançamento dessa nova molécula vai mudar a história do manejo de pragas. “O manejo está cada vez mais complexo, pois essas pragas estão dando mais trabalho e prejuízo para o agricultor. A Ihara está muito feliz em levar ao mercado esta nova solução, nosso objetivo é oferecer essa nova ferramenta aos agricultores  para que tenham uma maior produtividade e rentabilidade em suas lavouras.

Saul e Veiga comemoram chegada da molécula inseticida ao mercado
Saul e Veiga comemoram chegada da molécula inseticida ao mercado.
Edição Anterior
Próxima Edição
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura