Importância do equilíbrio nutricional na fisiologia da maturação da cana-de-açúcar

  • Página 39 |
  • Jul 2021 |
  • Marcos Revoredo, Alltech Crop Science

A importância do equilíbrio nutricional na fisiologia da maturação das plantas de cana-de-açúcar.


O ciclo de desenvolvimento das plantas de cana-de-açúcar é dividido basicamente em quatro estádios fenológicos: brotação e emergência, perfilhamento, período de grande crescimento vegetativo e maturação. Sendo que, em cada estádio ocorrem alterações morfológicas, em função de específicos estímulos fisiológicos, como os diferentes balanços hormonais, que estão relacionados à genética e aos fatores externos, como a temperatura, a luminosidade, a água e os nutrientes.

Além disso, sabe-se que cada variedade possui em sua característica genética exigências nutricionais e climáticas específicas para atingirem seus respectivos potenciais produtivos e qualitativos.

Para alcançar estes maiores potenciais é necessário atender cada fator destas exigências, que vão desde a escolha de um local adequado para o plantio, o preparo físico do solo e a escolha de toletes ou mudas pré-brotadas (MPBs) de qualidade. O produtor também deve se atentar à escolha da cultivar adequada para a região e à data de plantio, além de propiciar um solo anteriormente cultivado com plantas de rotação de culturas e/ou que possui um adequado equilíbrio da microbiota. E ainda há outros dois fatores fundamentais, como o emprego de um manejo nutricional equilibrado e de um bom controle fitossanitário durante o desenvolvimento das diferentes fases de desenvolvimento do cultivo.

Seja assinante e leia a matéria na íntegra

Edição Anterior
Próxima Edição
  • N 267

    Ago 2021

    Broca da cana e podridão vermelha

CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura