Mancha zonada

  • Página 8 |
  • Set 2019 |
  • Ailton Reis, Embrapa Hortaliças; Maria Isabella de Souza Feitosa, Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE)

Causada pelo fungo L. Momordicæ, doença foliar afeta diversas cucurbitáceas como melancia, melão, abóboras, pepino e chuchu. O controle preventivo, sempre que possível, é o mais recomendado. Contudo, quando a enfermidade já se encontra na lavoura são necessárias estratégias que promovam a redução do inóculo, de modo a diminuir sua taxa de progresso. 

No que diz respeito às doenças de etiologia fúngica, a mancha zonada ou mancha reticulada é a principal doença foliar do pepineiro e uma das principais do chuchuzeiro, sendo a produção limitada quando as condições climáticas são favoráveis ao desenvolvimento do patógeno. A doença encontra-se amplamente distribuída em praticamente todo o território brasileiro. Em cultivos de pepino nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, a mancha zonada é a principal doença da cultura. Também têm sido relatados prejuízos na cultura do chuchu. Nesta cultura, a doença tem apresentado maior importância no Norte e no Nordeste do País. Em visitas a lavouras de pepino e chuchu na região de Jagauaquara, Bahia, principal região produtora destas duas culturas no Nordeste do Brasil, observou-se que a mancha zonada era a principal doença e os produtores se queixavam da escassez de fungicidas registrados para seu controle no chuchuzeiro. 

Seja assinante e leia a matéria na íntegra

Matérias da Edição:
  1. Página 16

    Adubação verde

  2. Página 22

    Requeima manejada

  3. Página 26

    Feridas abertas

  4. Página 36

    Fungos de solo

Edição Anterior
Próxima Edição
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura