Raiz rosada

  • Página 32 |
  • Fev 2019 |
  • Leandro Luiz Marcuzzo, IFC/Campus Rio do Sul

Diversas doenças incidem sobre as culturas de cebola e cebolinha-verde, porém, a raiz-rosada causada por Setophoma terrestris (sin. Pyrenochaeta terrestrisPhoma terrestris) tem sido facilmente constatada no sistema radicular dessas culturas. Tal doença está amplamente disseminada nos países onde se cultivam aliaceas, e os danos decorrentes intensificam-se pelo fato de sempre cultivá-las na mesma área. No Brasil, a primeira ocorrência de raiz-rosada foi relatada por Chaves & Erickson, em 1960. Na cultura da cebola, nos estados de Minas Gerais e de Santa Catarina, seu registro é de 1990 (Boff, 1990). Apesar de S. terrestris ser um patógeno de baixa especificidade, encontrado no solo com cultivo de aliaceas, a sua ocorrência se intensifica em regiões quentes, onde o cultivo continuado da cultura e o manejo convencional intensificam os danos. No Sul do Brasil tem sido verificada ao final do ciclo da cultura em decorrência de aumento da temperatura.

Setophoma terrestris é patógeno de baixa especificidade que habita o solo e infecta monocotiledôneas como cebola (A. cepa), a cebolinha-verde (A. fistulosum), a chalota (A. cepa var. aggregatum), a cebolinha-capim (A. schoenoprasum), o alho (A. sativum) e o alho-porró (A. ampeloprasum). Além dessas, milho, sorgo, trigo, pepino e tomate também podem ser parasitados pelo patógeno.

A principal característica avaliada em sistema produtivo é o rendimento, pois a redução do suprimento nutricional na planta faz com que a formação do bulbo seja menor. As plantas, ao adoecerem, perdem seu vigor, o crescimento é paralisado e as folhas murcham, o que dá início ao amarelecimento e consequente morte.

Seja assinante e leia a matéria na íntegra

Matérias da Edição:
  1. Página 6

    Frutos endurecidos

  2. Página 12

    Podridão negra

  3. Página 22

    Furtos broqueados

  4. Página 25

    Como escolher

  5. Página 35

    Tamanho família

Edição Anterior
Próxima Edição