Terminologia

  • Página 49 |
  • Mar 2019 |
  • José Fernando Schlosser, Daniela Herzog, Giácomo Müller Negri, Lucas Simon da Rosa

Empresas e academia ainda divergem quando o assunto é terminologia de máquinas agrícolas e, com isso, termos regionais acabam consolidando diferentes formas de designar o mesmo produto

Um dos assuntos mais polêmicos quando se trata da relação acadêmica com as empresas fabricantes e os usuários de máquinas agrícolas é a forma utilizada para designar máquinas e seus componentes, ou seja, a terminologia utilizada para referenciar estas máquinas. Afora as diferenças regionais, há generalizado consenso entre os profissionais que trabalham em mecanização agrícola, tanto no ensino como na pesquisa. Grande parte deste mérito deve ser dada ao professor Luiz Geraldo Mialhe, que ao longo dos anos e na sua produção bibliográfica nos trouxe grande contribuição. A maioria dos que trabalham nesta área utilizou na sua formação os textos deste emérito professor.

Durante o ano de 2014, o Laboratório de Agrotecnologia do Núcleo de Ensaios de Máquinas Agrícolas da Universidade Federal de Santa Maria desenvolveu uma compilação de toda a terminologia utilizada em documentos da área e apresentou o trabalho à Associação Brasileira de Engenharia Agrícola (SBEA) durante a reunião temática ocorrida no Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, em Cuiabá (2011). Com a aceitação da associação, o assunto voltou a ser discutido nos anos seguintes, nas reuniões dos Congressos de Londrina (2012) e Fortaleza (2013).

A par do trabalho desenvolvido por diversos pesquisadores, a padronização da terminologia utilizada para designar máquinas e seus componentes nunca se concluiu e permanece a polêmica do uso diverso, de acordo com o setor de atividade. As normas oficiais contribuem pouco, pois embora abordem o tema e sejam públicas, têm o acesso dificultado pelo alto custo de aquisição.

Seja assinante e leia a matéria na íntegra

Matérias da Edição:
  1. Página 10

    MF9330

  2. Página 16

    Pressão líquida

  3. Página 20

    Zelo na colheita

  4. Página 24

    Teste de velocidade

  5. Página 42

    Solos manchados

  6. Página 46

    Choque orgânico

Edição Anterior
Próxima Edição