Vegetação espontânea

  • Página 8 |
  • Jun 2019 |
  • Alexandre Levi Rodrigues Chaves, Marcelo Eiras e Leilane Karam Rodrigues, Instituto Biológico

Vetoras de vírus e capazes de competir por recursos naturais, espécies selvagens indesejadas aos cultivos podem também ser fonte de genes de interesse agronômico. Conhecer o papel epidemiológico dessas plantas é importante, inclusive para auxiliar na adoção de estratégias de manejo e controle para a prevenção de epidemias.

O termo “plantas daninhas” surgiu quando o homem iniciou suas atividades agrícolas e separou as espécies “benéficas” (plantas cultivadas) das “maléficas” (plantas não cultivadas). Há três teorias para explicar o surgimento das plantas daninhas: (a) seriam espécies selvagens que foram se adaptando e sendo selecionadas pelo contínuo distúrbio do habitat; (b) seriam resultantes de hibridações entre espécies selvagens e cultivadas; e (c) poderiam ser provenientes do abandono de espécies selvagens durante o processo de domesticação.

Seja assinante e leia a matéria na íntegra

Matérias da Edição:
  1. Página 16

    Choveram manchas

  2. Página 20

    Aliados perfeitos

  3. Página 28

    Contra a fusariose

  4. Página 32

    Deu míldio

  5. Página 36

    Sempre ameaçadora

Edição Anterior
Próxima Edição
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura