NOTÍCIAS

1º Curso de Capacitação de Auditores e Responsáveis Técnicos da Produção Integrada de Arroz

  • 25/04/2017 |
  • Cristiane Betemps

Este ano acontece a quinta edição da Expoarroz, evento bianual, que acontece em Pelotas, RS com a realização de rodadas de negócios, reuniões técnicas, fórum de segurança alimentar e roteiro de visitas às indústrias arrozeiras da região. A Feira acontece entre os dias 9 a 11 de maio, no Centro de Eventos da Fenadoce. Como destaque desta edição, será realizado paralelamente, de 8 a 12 de maio, o 1º Curso de Capacitação de Auditores e Responsáveis Técnicos da Produção Integrada de Arroz (PIA), promovido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), com o apoio do Instituto Nacional de Metrologia (Inmetro) e realizado pela Embrapa Clima Temperado. O curso será organizado em cinco módulos.

Este curso é o primeiro treinamento para capacitar auditores e responsáveis técnicos sobre Produção Integrada Brasil (PI Brasil) e sobre o processo produtivo na PIA, visando sua implantação nos segmentos campo, beneficiamento e indústria do arroz, atendendo assim as exigências mercadológicas para obtenção de alimento seguro e promovendo a conservação e/ou preservação do meio ambiente, a saúde dos trabalhadores e a viabilidade econômica.

A capacitação é direcionada aos engenheiros agrônomos e engenheiros agrícolas habilitados pelo Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CREA). Os participantes serão sensibilizados, em assumir por meio do curso, o compromisso de disponibilizar junto a agentes produtivos, tecnologias indicadas por instituições de pesquisa, visando à melhoria qualitativa e quantitativa do agronegócio orizícola. Dessa maneira, os participantes vão passar a se credenciarem como auditores e responsáveis técnicos da PIA.

A programação da capacitação
O primeiro módulo do treinamento vai tratar da Produção Integrada Agropecuária (PI Brasil); da atuação da comissão da Produção Integrada no Rio Grande do Sul; do histórico e da Norma Técnica da Produção Integrada do Arroz (PIA); do modelo de avaliação de conformidade na Produção Integrada, dos documentos e das auditorias na Produção Integrada com a atuação da PI na cultura do arroz, morango e tabaco.

O curso abordará a organização da base física produtiva: integração de produtores e assistência técnica; o planejamento: gestão e monitoramento ambiental; implantação da lavoura: escolha da área, sementes, sistemas de cultivo, cultivar, semeadura; manejo e conservação do solo: rotação e sucessão de culturas; manejo e conservação do solo: integração lavoura-pecuária; fertilidade e nutrição: avaliação da fertilidade do solo, escolha e aplicação de corretivos e fertilizantes; recursos hídricos e irrigação: qualidade e manejo da água.

Como trabalhar com a Proteção Integrada, através da grade de agroquímicos, aplicação de defensivos e prevenção de micotoxinas; equipamentos e tecnologia de aplicação de defensivos; transporte, armazenagem e descarte de embalagens de defensivos; Sistema de segurança: legislação trabalhista são alguns dos tópicos a serem refletidos no terceiro módulo.

Também o quarto módulo vai centralizar mais na atividade da pós-colheita. Serão enfatizadas a forma de como são formadas as unidades amazenadoras, amostragem e classificação de grãos; a limpeza, secagem e aeração dos grãos; a formação de lotes de grãos; controle de pragas de grãos armazenados, roedores e aves; o monitoramento de produtos armazenados; os procedimentos oficiais de análise de resíduos de defensivos e seu beneficiamento e comercialização.

O último e quinto módulo traz o sistema de rastreabilidade com o uso de caderno de campo e caderno pós-colheita; com a certificação por meio das etapas do processo e tratamento de reclamações do fornecedor e entrega de certificados e da carteira de carteira de capacitação PIA.

Todo o curso será desenvolvido nas dependências do auditório da sede da Embrapa Clima Temperado, BR 392, km 78, em Pelotas, RS.

O que é a Produção Integrada do Arroz (PIA)
Ela tem por princípio assegurar a gestão da propriedade agrícola e a produção do cereal em conformidade com princípios de Boas Práticas Agrícolas (BPA) e de uma Agricultura de Baixo Carbono (ABC), incorporando requisitos de segurança alimentar, ambiental, jurídica e de mitigação e adaptação às mudanças climáticas. A PIA e seus instrumentos orientativos contemplam a busca pela qualidade, segurança e sanidade dos produtos agropecuários, sustentabilidade, certificação, rotulagem e rastreabilidade.


ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura