NOTÍCIAS

​Agrichem apresenta nova tecnologia nutricional ao mercado

A Agrichem, uma das empresas brasileiras em nutrição de plantas, lança sua nova tecnologia nutricional ao mercado. Em face de várias injúrias que atingem os cultivos de soja, a solução foi especialmente desenhada para reduzir os danos do “yellow flashing”, fenômeno causado pela aplicação do glifosato em plantações resistentes ao herbicida.

O “yellow flashing” é resultado de uma inibição da rota metabólica do Manganês e da dificuldade da planta em absorvê-lo do solo. A tecnologia desenvolvida pela Agrichem fornecerá uma quantidade de Manganês altamente disponível para a planta, além de possibilitar a ativação de mecanismos de desintoxicação da própria soja, por meio da produção de enzimas-chave na metabolização de superóxidos e na recomposição da rota do ácido químico, alvo metabólico do glifosato.

“São 7 anos de pesquisa buscando o equilíbrio entre o fornecimento de manganês e a ativação do metabolismo de estresses na soja. Conduzimos centenas de experimentos de campo nas principais regiões produtoras, comprovando o efeito do produto na redução dos danos causados pelo glifosato”, explica Felipe Pozzan, gerente de desenvolvimento técnico da empresa.

O lançamento da solução chega em um momento de expansão da Agrichem, com a inauguração de uma nova unidade que abrigará a sede administrativa e centro logístico, localizada em Ribeirão Preto, que visa ganhos de eficiência operacional, como a centralização de estoques, a expansão da capacidade de expedição, o fortalecimento de processos internos e o aumento na segurança das operações da companhia.

“A migração para uma sede centralizada permite uma maior integração entre as áreas funcionais da companhia, além de incentivar o trabalho em equipe” explica Silvio Santos, presidente da Agrichem do Brasil. “Buscamos consolidar de maneira ainda mais contundente a nossa atuação no setor como uma das empresas líderes no setor de nutrição, tornando-se realmente um parceiro para o agricultor que alimenta cada detalhe e busca um manejo eficiente de nutrição”, ressalta o executivo.

A mudança é resultado de um crescimento consistente da Agrichem desde seu estabelecimento no Brasil, em 2000: a companhia dobrou de tamanho nos últimos cinco anos atuando no País. Além da expansão do espaço físico, as modernizações foram implementadas afim de acomodar os novos níveis de dinamismo da companhia, que cresceu uma média de 17% nos últimos 5 anos e aumentou o número de colaboradores em 20% neste mesmo período.

Alinhada a seu projeto de expansão e modernização, a Agrichem pretende, nos próximos anos, aumentar os investimentos em pesquisa, aprimorar a eficiência operacional para distribuidores, fornecedores e agricultores e o Programa de Nutrição (PAMnutri), projeto que a companhia desenvolveu para os agricultores que buscam o aumento de produtividade de culturas de exportação.

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura