NOTÍCIAS

Agricultura familiar de SP recebe mais R$ 15 milhões no apoio à comercialização

A medida favorece a economia de 58 municípios paulistas. - Foto: CNA

Agricultores familiares do estado de São Paulo foram beneficiados com investimento de mais de R$ 15 milhões concedidos pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), no apoio à comercialização de seus produtos. Os projetos foram selecionados em 2020 para execução do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), na modalidade de Compra com Doação Simultânea (CDS) e conta com 84,61% de participação feminina.

As operações contratadas garantiram a compra de 4 mil toneladas de alimentos produzidos por 2.060 agricultores vinculados a cooperativas e associações de agricultura familiar. A medida favorece a economia de 58 municípios paulistas. Os produtos adquiridos, em sua maioria frutas e hortaliças, poderão ser entregues ao longo deste ano às unidades recebedoras, como banco de alimentos, entre outros, para serem doados a pessoas em situação de insegurança alimentar, e complementam a alimentação de, ao menos, 700 mil pessoas atendidas pelas instituições.

Cestas básicas 

Em outra política pública operada pela Companhia, famílias indígenas em situação de risco também foram beneficiadas ao longo do ano passado com a doação de cestas básicas de alimentos. A ação entregou 2.976 unidades para comunidades indígenas no estado de São Paulo e no Rio de Janeiro sob a Coordenação Regional Litoral Sudeste da Fundação Nacional do Índio (Funai).

Ao todo foram distribuídas 65,5 toneladas de produtos como feijão, arroz, açúcar, farinha de trigo, leite em pó, macarrão, óleo de soja e fubá de milho com recursos da ordem de R$ 252 mil repassados à Conab por meio de convênio entre a Companhia e o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH). Foram atendidas 1.488 famílias indígenas em 12 aldeias e 3 centros da Funai no estado.

Milho e Sociobiodiversidade

Em 2020, a regional da Conab em São Paulo deu início a execução da Política de Garantia de Preços Mínimos para os produtos da Sociobiodiversidade (PGPM-Bio) para o produto extrativo juçara, no município Sete Barras, na região do Vale do Paraíba. A subvenção paga aos extrativistas somou R$ 3.690,18 por 1,6 toneladas do produto. No entanto, o acesso à política foi impactado pela pandemia da COVID-19, uma vez que os trabalhos de divulgação da PGPM-Bio nas regiões produtoras tiveram que ser interrompidos devido às medidas de enfrentamento ao novo vírus adotadas pelo estado.

A atuação da Conab também envolveu o apoio a pequenos criadores de bovinos, suínos e galináceos que adquiriram no último ano 158 toneladas de milho em grão dos estoques governamentais por meio do Programa de Vendas em Balcão (ProVB) no estado paulista. Foram atendidos 33 criadores dos municípios de Bernardino de Campos, Ipaussu, Manduri, Óleo, Santa Cruz do Rio Pardo e Timburi. O recurso arrecadado com a comercialização do milho ficou em torno de R$ 148 mil.

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura