NOTÍCIAS

AgroBrasília 2019 cresce e fatura R$ 1,2 bilhões

A lista de expositores da AgroBrasília 2019 apresentou de colhedoras de café a pulverizadores e equipamentos para adubação, tratores, veículos utilitários, sementes e produtos para o manejo de ervas daninhas.

Um bilhão e 200 mil reais.  Este foi o resultado dos negócios realizados durante a AgroBrasília 2019 – Feira Internacional dos Cerrados, encerrada no sábado (18/05), no Parque Tecnológico Ivaldo Cenci, localizado no PAD-DF. Esse resultado é cerca de 10% superior ao registrado em 2018, quando os negócios somaram R$ 1,1 bilhão. A Feira registrou também um recorde de público, com 121 mil visitantes, ante 115 mil na edição anterior. Participaram 480 expositores.

“Estes números mostram que a AgroBrasília cumpre seu objetivo de fomentar os negócios entre os produtores rurais e as empresas que apresentam máquinas, equipamentos, insumos e novas tecnologias em geral de suporte às atividades do agronegócio. Mais do que isso, evidencia que a Feira se consolidou como uma das mais importantes do Brasil e uma das maiores do mundo em tecnologia para a agricultura tropical”, relata o presidente da Cooperativa Agropecuária da Região do Distrito Federal (Coopa-DF), entidade realizadora da AgroBrasília, José Guilherme Brenner.

A lista de expositores desta edição apresentou de colhedoras de café a pulverizadores e equipamentos para adubação, tratores, veículos utilitários, sementes e produtos para o manejo de ervas daninhas, entre muitos outros. Na agricultura familiar, a Emater instalou 11 circuitos tecnológicos apresentando aos produtores rurais novas tecnologias no cultivo de flores, frutas, olerícolas e também na piscicultura e bovinocultura, entre outros.

Durante o evento, Embrapa e Emater apresentaram os resultados de pesquisas, incluindo aquelas sobre novas cultivares.

Novas ideias – O presidente do Comitê Gestor da Feira, Ronaldo Triacca, ressaltou a aprovação da Feira por produtores de todo o Brasil que estiveram no evento. Ressaltou também o caráter do evento como espaço para o intercâmbio de experiências e de debates de novas ideias, o que pode ser observado pela diversificada lista de palestras com vários temas, realizadas por instituições como Sebrae, Emater-DF, Embrapa, Senar, UnB, Crea e Adasa, além daquelas promovidas pela própria Feira. Nesta edição estiveram em pauta o uso racional da água e o descarte correto de resíduos, o mapeamento de bacias irrigadas na bacia do Rio Preto, economia agrícola, espécies nativas e seu uso econômico, maior produtividade na pecuária, o cultivo de vinhas e o potencial das florestas plantadas na região do DF, entre outras.

Internacional - Nesta edição a feira recebeu novamente comitivas de estrangeiros, a exemplo de embaixadores de países africanos aos quais serão destinados cursos de capacitação em assistência técnica e extensão rural promovidos por meio de parceria, firmada durante a feira, entre a Emater-DF e a empresa Campo Companhia de Promoção Agrícola. A Coreia do Sul também esteve presente e seu embaixador Doo Won Choi disse que “participar da AgroBrasília é oportunidade para aprender um pouco mais sobre o agronegócio, tendo em vista que o Brasil é uma referência mundial no setor”.  E no Pavilhão de Negócios, empresa canadense apresentou uma linha de produtos à base de vírus para o controle de todo o complexo de lagartas.

Sustentabilidade – Nesta edição a feira deu início a ações de sustentabilidade com a coleta seletiva de lixo que resultou em cerca de 12 toneladas de resíduos reaproveitáveis recolhidas durante o evento e destinadas à reciclagem, compostagem ou reuso. Houve ainda a venda de mudas e a sua doação para plantio em áreas de recuperação de nascentes. O recurso com as vendas será doado para a construção do hospital do câncer de Unaí (MG).

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura