NOTÍCIAS

Albaugh foca no portfólio de agroquímicos e nos fungicidas cúpricos na Expocitros

A companhia de origem americana Albaugh Brasil será destaque entre os participantes e patrocinadores da edição 2021 da Expocitros. Mais aguardado evento da citricultura paulista, que ocorre simultaneamente à Semana da Citricultura, o encontro, no formato digital, terá um estande virtual coordenado pelas equipes técnicas e comercial da Albaugh. Durante a Expocitros, de 26 a 29 de julho, a empresa apresentará uma ampla linha de agroquímicos pós-patentes para a cadeia produtiva citrícola.

Em pouco mais de quatro anos de atividades no Brasil, a Albaugh se consolidou como uma das principais marcas fornecedoras de agroquímicos pós-patentes de alta qualidade. Na citricultura, a companhia distribui o fungicida Recop, empregado com sucesso no controle preventivo das doenças antracnose, verrugose, rubelose, gomose, entre outras de relevância econômica ao produtor.

De acordo com o Diretor de Comercial Centro-Sul da Albaugh Brasil, Renato Arantes, a companhia conta com reputação de credibilidade e liderança no desenvolvimento de fungicidas à base de cobre. Segundo ele, a unidade fabril da empresa, em Resende (RJ), reúne elevada capacidade produtiva atrelada a novas formulações de produtos cúpricos, para controle de doenças dos citros.

“Além dos fungicidas cúpricos como Recop, que se tornou sinônimo de categoria na cadeia citrícola, a Albaugh está situada entre as mais competitivas desenvolvedoras de produtos pós-patentes, voltados a diferentes demandas dos pomares”, ressalta Arantes. Segundo o diretor, a companhia oferta hoje um portfólio robusto de soluções ao citricultor, incluindo as marcas Magnum (acefato), Seizer (bifentrina), Granary (imidacloprido), Preciso xK (glifosato potássico) e Egan (diquat).

“A Albaugh entrega ao citricultor uma proposta de valor de longo prazo, ancorada na transferência de rentabilidade e na racionalização de custos”, continua Arantes. “Nossa estrutura industrial e capacidade produtiva local permite desenvolver formulações de qualidade superior, adaptadas às necessidades do citricultor brasileiro”, reforça ele.

Conforme o executivo, outros diferenciais competitivos da empresa são a eficiência logística e o suporte de uma rede de distribuidores estrategicamente posicionada na fronteira citrícola, além de uma equipe técnica focada exclusivamente no setor. “O mercado citrícola é estratégico aos planos da Albaugh Brasil e será alvo de investimentos contínuos da empresa nos próximos cinco anos”, finaliza Arantes.

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura