NOTÍCIAS

Aplicação de drone no agronegócio é discutida em seminário, em São Paulo

  • 10/05/2017 |
  • Joana Silva

Foto: Joana Silva

O pesquisador da Embrapa Instrumentação (São Carlos, SP), Lúcio André de Castro Jorge, abre nesta quarta-feira, 10, o seminário sobre a utilização de drones na agricultura, evento que integra a programação da 3ª edição da feira DroneShow Latin America, que teve início ontem (9) e vai até amanhã (10), no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo.

A feira é realizada pela MundoGEO, uma plataforma de conexão de mídia e comunicação, organizadora anual, desde 2011, da maior e mais importante conferência e feira do setor, a MundoGEO#Connect LatinAmerica, que este ano ocorre paralelamente ao evento DroneShow LatinAmerica.

Com início previsto para as 11 horas, Lúcio Jorge vai abordar os estudos empregando drones na agricultura, que são conduzidos pela Embrapa Instrumentação desde 1997, como o desenvolvimento de softwares que analisam com precisão e rapidez as imagens captadas por meio das câmeras fotográficas embarcadas nos aparelhos.

Para a agricultura esses softwares podem, por exemplo, avaliar a qualidade do plantio, acompanhar o desenvolvimento da cultura, mapear deficiência de nitrogênio na cultura, estimar safra, detectar e mapear algumas doenças e pragas, além de estimar estresse hídrico.

O pesquisador, coordenador das pesquisas envolvendo os veículos aéreos não tripulados explica que os softwares permitem ao agricultor treinar o sistema para reconhecer, por cor, as diferenças que existem na imagem fazendo com que o software determine a área ocupada, por exemplo, por nematoides, por plantas invasoras, identificar falhas de plantio, medir porcentagem de cobertura vegetal, dentre outras ações. "Isso permite um gerenciamento mais preciso da lavoura", diz.

O pesquisador ainda vai abordar a proposta da pesquisa que está sendo desenvolvida em parceria com a Embrapa Instrumentação, a Qualcomm Incorporated, por meio da iniciativa Qualcomm® Wireless Reach™, e o Instituto de Socioeconomia Solidária (ISES). A colaboração prevê o desenvolvimento de tecnologias para drones, com o objetivo de apoiar os agricultores no Brasil.

Os sistemas de bordo desenvolvidos para os drones - que combinarão a expertise da Embrapa em agricultura, algoritmos de processamento de imagem ao processador Qualcomm® Snapdragon™ e avançadas tecnologias móveis - têm como missão coletar, processar, analisar e transmitir informações das lavouras em tempo real para os agricultores e agentes ambientais de todo o Brasil.

Os dados de inteligência serão utilizados para detectar com precisão as deficiências das culturas, ocorrência de pragas, escassez hídrica, déficit de nutrientes e danos ambientais. Estas funcionalidades permitirão que os agricultores tomem medidas precisas para, por exemplo, evitar o uso demasiado de defensivos agrícolas, excesso de fertilização, além de possibilitar a irrigação de campos secos, a fim de reduzir o impacto ambiental e ampliar a produtividade.


ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura