NOTÍCIAS

Basf anuncia primeiro híbrido de arroz durante evento no Rio Grande do Sul

Lançamento ocorrerá na Abertura da Colheita do Arroz.

As primeiras sementes híbridas de arroz da Basf vão ser lançadas no Brasil. A novidade será anunciada na 30ª edição da Abertura Oficial da Colheita do Arroz, evento realizado de 12 a 14 de fevereiro em Capão do Leão (RS).

A Basf apresenta no evento uma área experimental com o híbrido que será lançado no mercado brasileiro na safra 2020/21. A novidade terá a tecnologia Clearfield, utilizada em aproximadamente 80% das áreas de arroz do país para o controle de plantas daninhas no cultivo.

“A Basf entra no mercado de híbridos de arroz para oferecer sementes com alto potencial produtivo e com qualidade de grão adequada à demanda do mercado. Enquanto nas variedades convencionais a evolução do teto produtivo costuma oscilar entre 1% a 2% ao ano, o aumento com os híbridos pode ser de 20% a 25% em comparação com as variedades convencionais”, explica José Mauro Costa Rodrigues Guma, gerente de Sementes de Arroz e Trigo da Basf.

A empresa investe anualmente cerca de 900 milhões de euros para trazer tecnologias que atendam às necessidades dos agricultores e contribuam para o seu legado. Sementes de arroz de qualidade evitam impurezas que podem prejudicar a lavoura, entre elas plantas daninhas resistentes, como o arroz-vermelho. Se não for feito de maneira adequada, o manejo de plantas daninhas resistentes pode representar aumento de custos de produção entre 25% e 50%.

Nos próximos anos, os híbridos de arroz também vão contar com a tecnologia Provisia, para o controle de plantas daninhas de folha estreita. As sementes serão comercializadas diretamente pela Basf, por meio dos seus distribuidores. Os parceiros da Basf que já utilizam a tecnologia Clearfield também terão acesso ao Provisia, dando continuidade ao trabalho conjunto em favor da rizicultura.

O híbrido de arroz será mais uma ferramenta a ser utilizada no sistema produtivo arroz – soja. “A Basfestá comprometida com a longevidade das lavouras de arroz. Para que o cultivo seja viável e rentável é preciso rotacionar diferentes tecnologias e cultivos. Temos foco no sistema produtivo porque os agricultores precisam ter altas produtividades, com qualidade, hoje, amanhã e no futuro”, afirma Vitor Bernardes, gerente de Marketing de Arroz e Trigo da Basf.

Controle do capim-arroz

Outro destaque da Basf no evento é o herbicida Aura 200, uma ferramenta eficiente para o manejo efetivo de plantas daninhas, com ênfase no capim-arroz e de outras importantes gramíneas de difícil controle.

A Basf desenvolve soluções para todos as fases do cultivo de arroz, com sementes, biotecnologias e proteção de cultivos. A empresa é parceira de longo prazo dos agricultores. A oferta constante de inovação demonstra o comprometimento com a longevidade do cultivo, visando o aumento de produtividade do grão. 

O que: Abertura da Colheita do Arroz

Quando: 12 a 14 de fevereiro de 2020

Onde: sede da Embrapa em Capão do Leão (RS)

Site: http://www.federarroz.com.br

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura