NOTÍCIAS

Basf fortalece tecnologias que contribuam para o legado do agricultor

Uma estrutura agrícola bem abastecida com um potencial de vendas máximo de mais de 7,5 bilhões de euros. - Foto: Tony Oliveira/CNA Brasil.

A Basf lançará mais de 30 projetos-chave até 2029. As novidades incluem sementes e biotecnologias, defensivos químicos e biológicos para proteção de cultivos, ferramentas digitais e novas formulações. Com o lançamento de novas tecnologias, a Basf projeta o aumento do seu potencial de vendas, que alcançará mais de 7,5 bilhões de euros. 

A Basf continuará investindo em Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) para soluções agrícolas, com um forte investimento planejado para 2020. Só em 2019, a empresa investiu aproximadamente 900 milhões de euros em pesquisa e desenvolvimento na Divisão de Soluções para Agricultura, representando cerca de 11% das vendas para o segmento.

"A agricultura é tão necessária em nossas vidas que acaba impactando o dia a dia de todos. É por isso que temos de enfrentar os desafios ambientais, climáticos e sociais que se tornam cada vez mais urgentes". Na Basf, estamos abertos a todas as grandes e novas ideias que nos ajudem a impulsionar a inovação sustentável na agricultura e a gerar valor para a sociedade. Nosso objetivo é encontrar soluções práticas que permitam maior produtividade e produção de cultivos mais tolerantes ao estresse, reduzir a pegada de CO2 da agricultura e aumentar a biodiversidade", afirma Vincent Gros, presidente da Divisão de Soluções para Agricultura da Basf. "Temos uma excelente estrutura de inovação e investimos continuamente para identificar e desenvolver soluções que beneficiem tanto os agricultores quanto o meio ambiente", acrescenta Gros.

“Nossa nova estratégia reforçou o nosso foco de inovação em torno dos sistemas de cultivos específicos. Estamos aplicando todas as tecnologias científicas disponíveis para desenvolver soluções sustentáveis que atendam às necessidades econômicas, ecológicas e sociais de longo prazo”, disse Peter Eckes, Presidente de Pesquisa em Biociência da Basf.

Culturas com maior rendimento e tolerantes ao estresse para uma menor pegada de CO2

Para enfrentar os desafios agrícolas atuais, a estrutura da Basf está focada em novas tecnologias e soluções em quatro segmentos estratégicos de clientes e respectivos sistemas de cultivo:

  • Soja, milho, algodão;
  • trigo, canola (Colza oleaginosa), girassóis;
  • arroz;
  • frutas e vegetais.

A Basf está desenvolvendo soluções para uma agricultura resistente a diversos climas, com maior rendimento, assim como culturas tolerantes à seca e ao calor que exigem a utilização de menos recursos, tais como água e soluções fitossanitárias. Estes projetos permitem que os agricultores aumentem os rendimentos e reduzam o revolvimento do solo, minimizando assim a erosão e as emissões de gases de efeito estufa. Exemplos incluem:

Sementes e Biotecnologias

A tecnologia InVigor da Basf para redução da quebra da vagem e biotecnologias resistentes a nematoide das crucíferas para a canola, vão ajudar a proteger o potencial de rendimento do cultivo contra os nematoides e proporcionará maior flexibilidade para os agricultores no momento da colheita. Além disso, para esta safra, a empresa acabou de lançar a InVigor “Série 300” para canola com três novos híbridos que oferecem aos agricultores melhorias tanto em termos de rendimento, proteção para a redução da quebra da vagem, ou resistência à nematoides. A Basf também lança o InVigor RATE, uma recomendação para uma população de plantas-alvo suportada por uma velocidade de semeadura para otimizar ainda mais o desempenho da semente de canola da empresa. No meio da década, a Basf apresentará o LibertyLink para canola amarela que pode ser cultivada em condições ainda mais desafiadoras e oferecerá novas opções de rotatividade para agricultores de trigo das áreas mais secas da América do Norte, onde a estiagem e o estresse provocado pelo calor tornam a canola normal uma cultura menos viável.

Ao redor do mundo, a demanda crescente por trigo exige investimentos significativos em inovação. A Basf é a líder no desenvolvimento de sementes híbridas de trigo, com lançamento previsto para meados da década. O trigo híbrido da Basf apresentará uma mudança significativa na forma como o trigo é produzido e fornecerá aos agricultores da América do Norte e da Europa as sementes para otimizar o rendimento, estabilizar a produção e melhorar a qualidade do grão. Além disso, o trigo híbrido dará aos agricultores novas oportunidades de adaptação e melhoria das características das plantas, gerando contribuições significativas para enfrentar os desafios ambientais do futuro.

Herbicidas

Para garantir que os agricultores ao redor do mundo continuem a ter acesso ao manejo eficiente de plantas daninhas, a Basf desenvolveu dois novos ingredientes ativos para herbicidas, Luximo e Tirexor. A partir de 2020, estes ingredientes possibilitarão que os agricultores de trigo, entre outros, tenham novas ferramentas para o manejo de plantas daninhas de folha larga e gramíneas de difícil controle. Além disso, a Basf está trabalhando em novos modos de ação para o manejo de plantas daninhas resistentes a herbicidas e permitir práticas agrícolas que reduzam a pegada de CO2, como o plantio direto.

Fungicidas

A Basf lançou recentemente o Revysol, um ingrediente ativo que oferece desempenho biológico contra uma série de patógenos difíceis de controlar em diversos cultivos. Além disso, o novo ingrediente ativo para fungicidas Pavecto, desenvolvido em conjunto com a Sumitomo Chemical, fornecerá aos agricultores uma ferramenta para o manejo de resistência. A Basf classificou as soluções à base de Pavecto Revysol como Accelerators, devido a importante contribuição para a sustentabilidade na cadeia de valor. A Divisão de Soluções para Agricultura da Basf está ativamente direcionando seu portfólio para soluções sustentáveis que contribuam significativamente para a meta de vendas do Grupo Basf para 2025 de 22 bilhões de euros com os Produtos Accelerators .

Inseticidas

A Basf desenvolveu o Broflanilide em conjunto com a Mitsui Chemicals Agro, Inc. O novo ingrediente ativo, que será lançado a partir de 2020, ajudará os agricultores na proteção de cultivos contra insetos, como o besouro da batata. Aplicações para o tratamento de sementes baseadas no Broflanilide, comercializadas sob a marca Teraxxa, terão como alvo a larva alfinete, de difícil controle no cultivo de cerais. Em conjunto com o inseticida Inscalis lançado recentemente, o Broflanilide faz parte da próxima geração de inovações em inseticidas que será lançada pela Basf ao longo desta década.

Além disso, a Basf está desenvolvendo soluções que abrangem todo o ciclo dos cultivos que fazem parte dos sistemas produtivos estratégicos da empresa. Essas inovações incluem oito ingredientes ativos, assim como eventos biotecnológicos e sementes de alto desempenho para soja, canola, algodão, arroz e frutas e hortaliças.

Digitalização impulsiona a agricultura moderna

Os agricultores que utilizam as soluções digitais da Basf comercializadas com a marca xarvio podem alcançar maiores rendimentos utilizando menos recursos naturais e insumos. Com o mais recente modelo de negócios digital baseado em resultados da Basf, xarvio HEALTHY FIELDS, os agricultores se beneficiam de um serviço transparente para a proteção de cultivos, com a redução da carga de trabalho nas lavouras através de prestadores de serviço de pulverização, monitoramento em tempo real, assim como uma garantia para a longevidade das lavouras.

As soluções digitais oferecidas por xarvio possibilitam uma aplicação mais precisa de defensivos agrícolas, assim como um melhor gerenciamento de nutrientes, zonas de segurança geradas automaticamente e monitoramento da biodiversidade. Estas ferramentas digitais ajudam atualmente mais de 2,5 milhões de agricultores em mais de 120 países para reduzir o impacto ambiental da agricultura e melhorar a produção de alimentos ao redor do mundo.

Para a Basf, o potencial da sua estrutura de inovação vai além da fazenda: com o e3 Programa de Sustentabilidade do Algodão, a empresa ajuda agricultores nos Estados Unidos a atender a demanda por cadeias de fornecimento mais rastreáveis e sustentáveis de clientes na indústria da moda. Colaborando com parceiros na cadeia de valor, o algodão e3 – com as sementes de algodão Fibermax e Stoneville da Basf– pode ser rastreado desde o agricultor até o lojista, e mostra aos consumidores finais que suas roupas foram fabricadas de forma justa, economicamente viável e ambientalmente responsável. Este programa tem aumentado a demanda por fibras que atendam aos padrões do e3, gerando valor para a cadeia produtiva.

Para saber mais sobre a estrutura de inovações da Basf na agricultura, visite o  Website da Inovação. 

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura