NOTÍCIAS

Café especial: Brasil realiza ações no mercado chinês e negocia US$ 3,5 milhões

  • 05/04/2016 |
  • BSCA – Assessoria de Imprensa

A China registrou ascensão financeira nas últimas décadas e, com a consolidação de sua economia, passou a ser um mercado atrativo aos exportadores mundiais. Atentas a esse cenário, a Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA, sigla em inglês) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), através do projeto setorialBrazilian Specialty and Sustainable Coffees, levaram, de 29 de março a 1º de abril, sete empresas brasileiras à Hotelex Shanghai Expo Finefoods, maior feira do setor de hotelaria e food service no país asiático, que contou com a participação de aproximadamente mil empresas e público de 22 mil pessoas.

Segundo estimativas dos participantes nacionais, foram realizados US$ 500 mil em negócios nos quatro dias de evento e há a possibilidade para concretizar mais US$ 3 milhões nos próximos 12 meses. "Por se tratar de um mercado novo no cenário da cafeicultura, onde o hábito do consumo ainda não faz parte da cultura local, o resultado alcançado é significativo, pois demonstra o interesse das empresas chinesas pela qualidade oferecida pelo Brasil através de nossos cafés especiais. A tendência é que esse volume de negócios siga em uma crescente nos próximos anos, à medida que nossos trabalhos de promoção auxiliem os chineses a aprimorarem seu paladar para a bebida", destaca Adolfo Henrique Vieira Ferreira, presidente da BSCA.

Apesar de a China estar em seu estágio inicial no cenário cafeeiro, consumindo, conforme a Organização Internacional do Café (OIC), cerca de 2 milhões de sacas ao ano, alguns números revelam o potencial desse mercado. A instituição aponta que o consumo atual mais que quadruplicou em relação aos dados de uma década atrás, quando os chineses bebiam o equivalente a quase 450 mil sacas. "Nessa linha de excelentes perspectivas, acreditamos em um futuro promissor no consumo de cafés especiais, nicho que apresenta um crescimento anual de 50%. Como resultado, é visível a proliferação de cafeterias nas principais cidades chinesas, mesmo que este fenômeno ainda seja restrito às áreas mais prósperas e ocidentalizadas", completa Ferreira.

No ano passado, os chineses investiram US$ 1,364 milhão na aquisição dos cafés especiais do Brasil, volume quase 10 vezes superior ao registrado em 2009 (US$ 139,5 mil), quando teve início o projeto setorial coordenado pela parceria entre Apex-Brasil e BSCA. Até 2015, conforme os dados do Brazilian Specialty and Sustainable Coffees, a China já realizou investimentos da ordem de US$ 3,868 milhões nas importações do produto especial brasileiro.

SOBRE O PROJETO
O Brazilian Specialty and Sustainable Coffees é desenvolvido em parceria pela Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), tendo como foco a promoção comercial dos cafés especiais brasileiros no mercado externo. O objetivo é reforçar a imagem dos produtos nacionais em todo o mundo e posicionar o Brasil como fornecedor de alta qualidade, com utilização de tecnologia de ponta decorrente de pesquisas realizadas no País.

O projeto visa, também, a expor os processos exclusivos de certificação e rastreabilidade adotados na produção nacional de cafés especiais, evidenciando sua responsabilidade socioambiental e incorporando vantagem competitiva aos produtos brasileiros. Iniciado em 2009, a vigência do atual projeto vai de abril de 2014 ao mesmo mês de 2016 e os mercados-alvo são Estados Unidos, Japão, Coréia do Sul, Reino Unido e Austrália. As empresas que ainda não fazem parte do projeto podem obter mais informações diretamente com a BSCA, através dos telefones (35) 3212-4705 / (35) 3212-6302 ou do e-mail exec@bsca.com.br.

SOBRE A APEX-BRASIL
A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) atua para promover os produtos e serviços brasileiros no exterior e atrair investimentos estrangeiros para setores estratégicos da economia brasileira. A Agência realiza ações diversificadas de promoção comercial, como missões prospectivas e comerciais, rodadas de negócios, apoio à participação de empresas brasileiras em grandes feiras internacionais, e visitas de compradores estrangeiros e formadores de opinião para conhecer a estrutura produtiva brasileira.

Além da sede em Brasília, a Apex-Brasil possui nove Escritórios de Negócios em importantes mercados globais, para auxiliar no processo de internacionalização das empresas brasileiras, prospectar oportunidades de negócios e incrementar a participação nacional nos principais mercados globais, além de servir de referência para a atração de investimentos estrangeiros. Os Escritórios de Negócios estão localizados em Pequim - China, Miami e São Francisco - EUA, Bogotá - Colômbia, Dubai - Emirados Árabes Unidos, Havana - Cuba, Bruxelas - Bélgica, Moscou - Rússia, e Luanda - Angola.

SOBRE A BSCA
A BSCA é uma sociedade civil sem fins lucrativos que congrega pessoas físicas e jurídicas no mercado interno e externo de cafés especiais, buscando difundir e estimular o aprimoramento técnico na produção, comercialização e industrialização desses produtos, além de promover a preservação do meio ambiente e o desenvolvimento ambiental sustentável, através de programas, projetos e parcerias com entidades públicas ou privadas, nacionais ou estrangeiras.

Tem por finalidade, através de pesquisas e difusão de técnicas de controle de qualidade, a promoção de produtos e a elevação dos padrões de excelência dos cafés brasileiros. É a única instituição nacional a certificar lotes e a monitorar selos de controle de qualidade de cafés especiais, com rastreabilidade total através de numeração individual, que pode ser consultada pelo consumidor através do site (www.bsca.com.br).

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura