NOTÍCIAS

Clima no início da safra de grãos contribuiu para o avanço do plantio

O clima no início da safra contribuiu para o avanço do plantio, sobretudo para a soja. - Foto: Wenderson Araujo/CNA

De acordo com o 8° Levantamento da Safra de Grãos safra 2018/2019, divulgado pela CONAB - Companhia Nacional de Abastecimento,  a área plantada está estimada em 62.820 mil hectares. A perspectiva é de aumento de 1,8% em relação à temporada passada, que equivale a um acréscimo de 1.098,2 mil hectares, influenciado pelo incremento nas áreas de milho, algodão e soja.

O clima no início da safra contribuiu decisivamente para o avanço do plantio, sobretudo para a soja, criando uma expectativa positiva de janela favorável à semeadura das culturas de segunda safra. Nesta temporada, com a semeadura da segunda safra praticamente encerrada, as lavouras seguem com bom ritmo nos principais estados produtores, auxiliado pelas boas condições do clima.

As alternâncias das condições climáticas, ao longo do plantio da safra de verão, prejudicaram as culturas que se encontravam nas fases de enchimento de grãos, especialmente aquelas semeadas no início da safra. A normalização climática, coincidindo com o plantio da segunda safra, cria a expectativa de boas produtividades a serem alcançadas, consolidando a perspectiva de se alcançar a segunda maior produção registrada na série histórica da Conab.

Produção de grãos

A produção estimada, neste levantamento da Conab, indica um volume de 236,7 milhões de toneladas, apresentando variação positiva de 4% em relação à safra passada, representando a possibilidade de aumento na produção de 9 milhões de toneladas. A soja, milho, arroz e algodão são as principais culturas produzidas no país. Esses quatro produtos correspondem a 94,7% do que será produzido nesta safra.

A produção da soja deverá ser de 114,3 milhões de toneladas, o milho, distribuído entre a primeira e segunda safras, poderá atingir 95,2 milhões de toneladas, o arroz, 10,6 milhões e o algodão em caroço, 4 milhões de toneladas.

Para a atual safra, destaca-se também a expectativa de aumento da produção para o amendoim e mamona. O feijão possui três safras e a estimativa é que sejam produzidas 3,1 milhões de toneladas.

Os maiores aumentos de área são de soja (652,8 mil hectares), milho segunda safra (741,4 mil hectares) e algodão (415,6 mil hectares).

Algodão

A área plantada é de 1.590,3 mil hectares, sendo 35,4% maior que a safra passada, sobretudo pelo aumento de área em Mato Grosso e na Bahia.

Amendoim primeira safra

A estimativa é de 423,2 mil toneladas produzidas, representando redução de 15,8% em comparação à produção obtida em 2017/18.

Amendoim segunda safra

A projeção é que 6,2 mil hectares sejam semeados com a cultura, nesta temporada, estimando uma produção de 11,8 mil toneladas.

Arroz

A produção deverá ser 12,2% menor que a safra passada, principalmente em razão das reduções ocorridas nos estados produtores de destaque: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Mato Grosso e Tocantins. A estimativa nacional é de 10,6 milhões de toneladas produzidas.

ver mais notícias