NOTÍCIAS

Coplana elege Tomra Food para otimizar linha de produção

Para aperfeiçoar processos, Coplana fez instalação de um equipamento Helius da TOMRA Food, que permitiu avanços em segurança do alimento.

Com matriz em Guariba e Unidade de Grãos em Jaboticabal, interior do Estado de São Paulo, a Coplana Cooperativa Agroindustrial está no mercado desde 1963, atendendo cooperados que se dedicam à cultura da cana-de-açúcar, culturas em rotação com cana, como amendoim e soja, entre outras de menor escala. No amendoim, a Cooperativa se destaca não só no mercado brasileiro, mas também no exterior, com uma história em relação à marca Coplana Brazilian Premium Peanuts. O amendoim selecionado conquistou a grande indústria de alimentos, incluindo players da Comunidade Europeia. A parceria com a TOMRA, nos últimos cinco anos, mostrou-se fundamental para o alcace de resultados.

Entre os principais feitos da Cooperativa nesta cadeia produtiva estão o estímulo à mecanização da lavoura de amendoim no Brasil, investimentos em variedades mais produtivas e a modernização da pós-colheita até chegar a um padrão de qualidade atestado, por exemplo, pela BRC - Britsh Retail Consortim. E desde 2010, primeiro ano em que recebeu a avaliação da BRC, a Cooperativa nota da certificação, representada pelo grau AA. Trabalhando com processos em constante aperfeiçoamento, a Cooperativa elegeu a TOMRA Food para otimizar a linha de produção.

De acordo com o supervisor de Produção da Coplana, Mateus Frazão, “a opção pela tecnologia da TOMRA teve como principais objetivos manter a evolução dos aspectos da qualidade e garantir a segurança do alimento, correspondendo, assim, às exigências da demanda internacional”.

Atualmente, a Coplana processa 90 mil toneladas de amendoim, com capacidade para alcançar a marca de 100 mil. Sobre os benefícios do equipamento da TOMRA, Mateus Frazão ressalta: “a máquina Helius permite, principalmente, o controle de contaminantes físicos (impurezas), entregando um produto de maior qualidade, o que representa um avanço em relação a máquinas convencionais”.

Menos impurezas, maior qualidade

Diante de um grande portfólio de equipamentos disponíveis para as mais diversas aplicações, a Coplana escolheu a Helius 1200 para a sua planta industrial. Esta máquina pode ser equipada com até 12 sinais individuais de laser, reponsáveis pela identificação de todas as imperfeições de cores, estrutura, tamanho e forma em um fluxo de produtos de boa qualidade. Para complementar, fortes ejetores de ar eliminam de as imperfeições do fluxo de produtos em boas condições, melhorando a qualidade do produto final, neste caso o amendoim.

 Para o gerente Comercial da TOMRA Food Brasil, João Medeiros, “a Helius é a máquina ideal para quem procura retirar defeitos de difícil detecção de seus produtos, principalmente aqueles que são muito similares aos produtos de boa qualidade. Através dos sensores a laser, a Helius consegue detectar impurezas a partir da coloração e também da estrutura do mateiral, por isso é muito mais eficiente na eliminação de materiais estranhos”. Para o responsável da TOMRA, “o mercado de amendoim no Brasil está crescendo rapidamente, e muitos beneficiadores estão buscando alternativas para melhorar a qualidade, agregando valor ao produto, principalmente para a conquista do exigente mercado europeu. A máquina Helius, bem com outras tecnologias de ponta desenvolvidas pela TOMRA, somada à nossa experiência nos mercados local e internacional, por exemplo, Argentina, certamente contribuem bastante com os beneficiadores Brasileiros que pretendem exportar”, conclui Medeiros. 

Hoje, a Coplana conta com 475 colaboradores. Para Mateus Frazão, “existe a possibilidade de investimentos futuros em mais tecnologias da TOMRA”. O supervisor de Produção da Coplana reforça ainda que “recomenda a tecnologia da TOMRA pelos resultados obtidos desde 2014”. Para a TOMRA, o mercado brasileiro é um mercado estratégico, onde a empresa tem ampliado atividades nos últimos meses, destacando a equipe liderada por João Medeiros e o aperfeiçoamento de uma equipe técnica local para agilizar a demanda de serviço dos clientes locais e prestando, assim, um maior auxílio na pré e pós-venda.

Para TOMRA cada cliente é único, e as necessidades de um cliente não podem ser generalizada aos demais. João Medeiros reforça “além de possuir tecnologia de ponta, a TOMRA conta com profissionais altamente qualificados que oferecem não somente uma máquina, mas sim a solução adequada para diferentes situações”. No entanto, é preciso, de acordo com o responsável, quebrar o paradigma que se vive no Brasil, onde os beneficiadores ainda encontram bastantes dificuldades no dia-a-dia. Para isso, “é necessário aumentar a eficiência na produção, reduzindo ao máximo o nível de defeitos dos seus produtos, com a finalidade de competir com mercados tecnologicamente mais avançados, abrindo possibilidade de exportação para outros países que exigem melhor qualidade e que pagam um preço maior, consequentemente aumentando a lucratividade da operação. Tudo isto é possível com a ajuda da TOMRA”.

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura