NOTÍCIAS

Dia de Campo vai mostrar soluções tecnológicas para citricultura no AM

  • 01/08/2016 |
  • Siglia Souza

Foto: Síglia Souza

Informações sobre resultados de pesquisas que podem ajudar os cultivos de citros tornarem-se mais sustentáveis serão apresentadas no Dia de Campo Coberturas Vegetais e Novos Porta-enxertos na Citricultura do Amazonas que será realizado no dia 3 de agosto de 2016, no município de Iranduba. As atividades vão acontecer, de 8h às 12h30, iniciando na Fazenda Santa Rosa (Estrada do Caldeirão, Km 5) e em seguida no Campo Experimental da Embrapa (estrada do Caldeirão, Km 12).

O objetivo desse Dia de Campo é capacitar técnicos, extensionistas e agricultores da região citrícola do Amazonas sobre os princípios da produção integrada, com ênfase na utilização de coberturas vegetais, período crítico de interferência de plantas infestantes, desempenho de cultivares copas e porta-enxertos. Com essas informações resultantes de pesquisas no Amazonas, espera-se contribuir para que os pomares tenham maior produtividade, mais ganhos econômicos, redução de agroquímicos e melhor equilíbrio ambiental.

O Dia de Campo Coberturas Vegetais e Novos Porta-enxertos na Citricultura do Amazonas será realizado em parceria pela Embrapa Amazônia Ocidental e Embrapa Mandioca e Fruticultura, Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam), Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror) e Federação de Agricultura do Estado do Amazonas (Faea).

A atividade contará com visita a experimentos e explicações no campo, com palestras sobre os seguintes temas: Implantação e manejo de coberturas vegetais em pomares de citros no Amazonas; Período crítico de interferência de plantas infestantes na citricultura; Avaliação de porta-enxertos para citricultura do Amazonas. As orientações técnicas serão apresentadas por profissionais de duas unidades da Embrapa - Embrapa Mandioca e Fruticultura (sediada na Bahia) e Embrapa Amazônia Ocidental (sediada no Amazonas) e da Universidade Federal do Amazonas.

O pesquisador da Embrapa Amazônia Ocidental, Marcos Garcia informa que a citricultura no Amazonas envolve mais de 2 mil produtores, que cultivam limão, laranja e tangerina, principalmente nos municípios de Rio Preto da Eva, Manaus, Manacapuru e Iranduba. Garcia destaca que no Amazonas a citricultura tem papel estratégico fundamental no abastecimento do crescente mercado local e para contribuir na redução de custos dos alimentos na região, gerados pela longa distância dos principais polos produtores até os consumidores em Manaus. "O cultivo de citros na região é favorecido pelas condições de clima adequadas para a produção ao longo do ano", informa o pesquisador. Entretanto, ele acrescenta que há necessidade de melhorias em alguns aspectos do sistema de produção no Amazonas.

Os estudos desenvolvidos por pesquisadores da Embrapa e Universidade Federal do Amazonas, e que serão apresentados neste Dia de Campo, respondem a demandas tecnológicas identificadas junto aos produtores. Entre os resultados a serem apresentados no Dia de Campo destaca-se o uso de técnicas de manejo de coberturas vegetais nos pomares de citros. Com o uso dessas técnicas de manejo pode se reduzir o uso de herbicidas no controle de plantas daninhas nos plantios e com isso reduzir custos, além dessas coberturas vegetais propiciarem a conservação do solo.

Também será abordado no Dia de Campo a avaliação de porta-enxertos para a citricultura do Amazonas. Entre os problemas existentes na citricultura no Estado, um deles é que os plantios foram estabelecidos com poucas variedades de porta-enxertos e copas. O pesquisador da Embrapa Mandioca e Fruticultura, José Eduardo Carvalho, ressalta que praticamente mais de 90% da citricultura amazonense está apoiada na combinação de apenas um porta-enxerto, que é o limão cravo, e uma única copa, que é a laranja pêra. "Com isso se tem problema de vulnerabilidade dessa citricultura", afirma. Em busca de soluções, estão sendo estudadas e testadas combinações de novos porta-enxertos e copas para as condições do Amazonas.

Outros problemas da citricultura no Amazonas são o uso de mudas sem garantia fitossanitária; alto custo dos insumos, utilização excessiva de herbicidas para o controle do mato, além da ocorrência de pragas e doenças. Para superar algumas dessas dificuldades há necessidade de oferecer soluções tecnológicas adequadas às condições do Amazonas e isso vem sendo trabalhado por meio do Projeto Pesquisa e Transferência de Tecnologias para o Desenvolvimento da Citricultura no Estado do Amazonas, coordenado pela Embrapa Amazônia Ocidental, financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) e que conta com parceria da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf), do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam), da Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror) e da Universidade Federal do Amazonas (Ufam). O Dia de Campo é uma das atividades deste projeto.

Serviço:

Evento: Dia de Campo coberturas vegetais e novos porta-enxertos na citricultura do Amazonas

Quando: 3 de agosto de 2016 (quarta-feira)

Horário: 8h às 12h30

Onde: início às 8h na Fazenda Santa Rosa (Estrada do Caldeirão, Km 5) e a partir de 10h30 no Campo Experimental da Embrapa (estrada do Caldeirão, Km 12).

Compartilhe nas redes sociais: Clique aqui para ver cartaz do evento. Clique aqui para ver folder do evento .

Programação

• 8h – Recepção e credenciamento

8h10 – Estação 1: Implantação e manejo de coberturas vegetais em pomares de citros no Amazonas (Local: Fazenda Santa Rosa)

José Eduardo Borges de Carvalho – Embrapa Mandioca e Fruticultura

Cícero Cartaxo de Lucena – Embrapa Mandioca e Fruticultura

9h – Estação 2: Período crítico de interferência de plantas infestantes na citricultura do Amazonas(Local: Fazenda Santa Rosa)

José Ferreira da Silva – Universidade Federal do Amazonas

Gerlândio Suassuna Gonçalves – Universidade Federal do Amazonas

10h – Estação 3: Avaliação de porta-enxertos para citricultura do Amazonas (Local: Campo Experimental do Caldeirão)

Walter dos Santos Soares Filho – Embrapa Mandioca e Fruticultura

Terezinha Batista Garcia – Embrapa Amazônia Ocidental

Cláudio Luiz Leone Azevedo – Embrapa Mandioca e Fruticultura

• 12h30 – Encerramento


ver mais notícias