NOTÍCIAS

Dia do Algodão 2018: “a escolha correta de uma variedade é o primeiro passo para um cotonicultor”

Um dos destaques deste ano fica por conta das estações técnicas que compõem o circuito do algodão, onde serão abordados temas como Desempenho de cultivaresExigências nutricionais do algodão em sistemas de produçãoGestão eficiente nos sistemas agroprodutivos e Novas possibilidades de manejo integrado de pragas e doenças.

Entre os responsáveis por essas estações técnicas, está o engenheiro agrônomo Wanderley Oishi, que vai discorrer sobre o Desempenho de Cultivares, com objetivo de informar as cultivares com melhor desempenho no estado de Goiás e seus respectivos traços culturais. Para Oishi, a sua importância está relacionada ao fato de que uma variedade é vista como o principal fator agregador de produtividade e qualidade para o cotonicultor. Estas duas características normalmente não andam juntas. O algodão, diz, é uma cultura extremamente responsiva ao ambiente. “O clima é o maior responsável pela resposta produtiva de uma planta, e saber como a variedade se comporta ao clima local é muito importante”, explica.

Oishi garante que a escolha de uma boa variedade é o início do processo que o produtor tem que considerar em seu planejamento. Este processo deve ser iniciado por etapas. Primeiro, o produtor deve se informar sobre as características de um material, observar seu comportamento em âmbito regional e se atentar a características como o hábito de crescimento para definir o estande correto e o manejo de porte a ser adotado. “Se uma variedade tem um crescimento vigoroso, exigirá menores estandes e maior atenção no uso de reguladores de crescimento”, comenta.

Outro fator é o hábito de frutificação para definir a época mais adequada para plantio e o programa nutricional a ser adotado. Se uma variedade apresentar melhor capacidade produtiva na parte inferior da planta, é uma variedade para ser plantada mais tarde. “Se apresentar melhor capacidade de produtividade no terço médio e ponteiro, poderá ser plantada mais tarde”, pontua.

Outra característica importante se relaciona a reação a doenças como ramularia e mancha alvo e nematóides do solo. Se uma variedade apresenta alta tolerância a doenças, o programa de fungicidas poderá ser reduzido sem aumento de risco e com diminuição de custos. Se a variedade apresentar boa tolerância a nematóides do solo, poderá ser colocado em áreas mais críticas onde variedades sensíveis não suportariam.

Em suma, a escolha correta de uma variedade é o primeiro passo para um cotonicultor e o conhecimento de suas características servirão para que ele faça o manejo correto para conseguir os resultados almejados. O Dia do Algodão 2018 busca fornecer estes dados e ajudar ao produtor a definir o manejo correto.

O evento vai ocorrer no dia 29 de junho, na sede do Instituto Goiano da Agricultura (IGA), em Montividiu/GO. Inscrições pelo site: http://www.casadoalgodao.com.br/eventos/eventlist/0/20/0/0/0/0/0/2/0 ou entre em contato conosco através do telefone 62-3241-0404 e do endereço eletrônico diadoalgodao@agopa.com.br

Evento: Dia do Algodão 2018 Data: 29/06/2018 Local: Montividiu/GO Informações: http://www.casadoalgodao.com.br/eventos/eventlist/0/20/0/0/0/0/0/2/0 Pelo telefone 62-3241-0404 ou envie email para diadoalgodao@agopa.com.br

ver mais notícias