NOTÍCIAS

Dias de campo e curso disseminam tecnologias sustentáveis para agricultura familiar

O objetivo é a melhoria das condições de manejo e diversificação dos cultivos para incrementar produção e produtividade com sustentabilidade socioeconômica e ambiental da agricultura familiar.

Está se iniciando mais uma edição anual de dias de campo realizados pela Embrapa Cocais e parceiros em municípios do Estado do Maranhão voltados para agricultores familiares, técnicos e extensionistas, além de estudantes e professores. Entre os temas dos eventos, manejo das cultivares de arroz de terras altas, novas cultivares de arroz em sistema de sequeiro favorecido, Consórcio Rotacionado para Inovação na Agricultura Familiar – Criaf  com uso de variedades biofortificadas, entre outros. O manejo integrado  da cultura de arroz também será tema de curso em Codó, nos dias 23 e 24 de abril, no auditório da U.I.M.E, incluindo aula prática  na Comunidade Fomento.

O objetivo é a melhoria das condições de manejo e diversificação dos cultivos para incrementar produção e produtividade com sustentabilidade socioeconômica e ambiental da agricultura familiar, eficiência no uso da terra e máxima rentabilidade da lavoura. A adoção das técnicas propicia a redução da carga de trabalho e do desmatamento, ampliação da capacidade de produção por unidade de área e mais segurança alimentar e de renda para a agricultura familiar.  

O analista da Embrapa, Carlos Martins Santiago, exemplifica parte dos impactos já alcançados. Segundo ele, o Maranhão acumulava sequência de safras com produtividades bem abaixo da média nacional, sendo que, no passado, o Estado já foi um dos maiores produtores de arroz do País, mas sempre alavancado pela grande área plantada. Quando houve redução significativa de área, o Maranhão foi ultrapassado em volume de produção por outros Estados. “Com essas ações de transferência de tecnologia, contribuímos para o desenvolvimento regional com sustentabilidade, por meio da construção do conhecimento e o compartilhamento desses conhecimentos e experiências nas comunidades. Isso porque, nos dias de campo, os participantes se empoderam da informação e inovação tecnológica, assimilando-as na prática, percebendo também sua capacidade em transformar a realidade da sua região. Assim, o conhecimento permanece e se multiplica”, avalia o analista.

Para o pesquisador Guilherme Abreu, “na rizicultura brasileira, o ambiente de sequeiro favorecido ocorre exclusivamente no Maranhão. Sendo assim, pesquisas desenvolvidas pela Embrapa Cocais têm ajudado a posicionar as cultivares de arroz corretamente, ajudando assim a alavancar a produtividade e qualidade dos grãos produzidos”, pontua.

Para isso, Unidades de Construção do Conhecimento, que englobam Unidades Demonstrativas – UDs e Unidades de Referência Tecnológica – URTs, são instaladas para colaborar com essa mudança da realidade das comunidades. As culturas são beneficiadas por arranjos de produção que englobam fertilidade, espaçamento, densidade de semeadura, uso de cultivares mais adaptadas e rústicas, rotação de culturas, delineamento de cultivos e outras técnicas.

Calendário dos dias de campo 

Codó-MA, dia 24 de abril: Manejo das cultivares de arroz de terras altas – Soluções para a diversificação na agricultura familiar. 

Urbano Santos-MA, dia 25 e 30 de abril: Transferência de tecnologias em Consórcio Rotacionado para Inovação na Agricultura Familiar – Criaf  com uso de variedades biofortificadas. 

Itapecuru Mirim-MA, dia 26 de abril: BRS A 702 CL, BRS Pampeira e BRS Catiana - novas cultivares de arroz em sistema de sequeiro favorecido.

Principais parceiros - Os eventos são realizados em regiões diferentes do Maranhão, difundindo as inovações tecnológicas em diversas localidades do estado. A iniciativa conta ainda com a parceria do BioFort, HarvestPlus, da Rede Brasil Arroz, as Prefeituras Municipais por meio de suas Secretarias Municipais de Agrcultura, Governo do Estado do Maranhão por meio da SAF – Secretaria de Agricultura Familiar - SAF, Agência Estadual de Pesquisa de Pesquisa Agropecuária e de Extesnão - AGERP, Instituto Federal do Maranhão - IFMA, Múltipla Assessoria e Projetos e associações e cooperativas de produtores e trabalhadores rurais.


ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura