NOTÍCIAS

Drone auxilia produtores de Goiás no monitoramento e gestão da propriedade

Senar de Goiás oferece um curso sobre o uso do equipamento para monitoramento de áreas de produção agropecuária. - Foto: CNA

O monitoramento é um dos principais controles para auxiliar o produtor rural na gestão da propriedade. Acompanhar o crescimento da lavoura ou achar um animal que se perdeu do rebanho são serviços que duram dias. Mas com os avanços tecnológicos e a utilização de equipamentos, como os drones, esse processo torna-se mais eficiente e pode ser feito em horas ou minutos, dependendo da área.

Para mostrar aos produtores como incorporar essa tecnologia na fazenda, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) de Goiás oferece um curso sobre o uso do equipamento para monitoramento de áreas de produção agropecuária.

O curso tem duração de 16 horas e envolve temas como segurança e saúde do trabalhador, fundamentos de sensoriamento remoto, procedimentos para captações de imagens aéreas, noções de fotogrametria e outros aspectos que garantem a eficiência desse novo recurso.

A instrutora do Senar Goiás, Naiara Gonçalves de Souza, afirmou que o curso auxilia o produtor a elaborar um planejamento de voo para que a ferramenta faça a tomada semiautomática de fotografias aéreas. “O drone vai realizar essa tarefa sozinho, mas tem que ser planejada pelo piloto, no caso o produtor rural. Com essas tomadas de fotografias, o produtor consegue ter uma assertividade melhor no campo”.

O curso de uso de drones para monitoramento de áreas agropecuárias foi criado em 2019. Para se inscrever, o aluno precisa ter feito o curso de pilotagem de drones, que é pré-requisito para essa segunda etapa.

E neste segundo módulo, a utilização dos drones pelos alunos é fundamental para que eles fiquem familiarizados com os comandos do equipamento e possam obter mais precisão dos dados.

“O drone consegue ter uma representatividade da área com maior precisão e também traz informação em alta velocidade”, disse o engenheiro agrícola Álvaro Henrique Cândido.

Para o produtor rural Joaquim Turra, o drone é uma ferramenta importante para o monitoramento da propriedade. “Com a visão de cima, é possível identificar muitos problemas, como um pivô que está parado. Um dia inteiro caminhando para detectar algo na fazenda, o drone resolve em minutos”.

Os cursos do Senar seguem todas as recomendações de segurança dos Ministérios da Saúde e da Agricultura para evitar o contágio da Covid-19. Esses cursos são fundamentais para o trabalho no campo, aliando tecnologia, economia e rentabilidade.

O Senar Goiás já capacitou 3.446 pessoas nos cursos de Pilotagem de Drones (1º módulo) e Uso de Drone Para Monitoramento de Áreas Agropecuárias (2º módulo), lançados em 2018 e 2019.

Com os também chamados veículos aéreos não tripulados (VANTs) ficando cada vez mais comuns e acessíveis, o uso deles nas propriedades rurais é cada vez mais procurado. Por essa razão, foi criado em 2020 o treinamento de Uso de Drone para Processamento e Análise de Imagens na Agropecuária, com carga horária de 16 horas, abordando fotometria, modelos digitais e índices de vegetação por exemplo.

Para saber mais sobre os cursos acesse aqui.

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura