NOTÍCIAS

​Eldorado Brasil adota controle biológico em florestas

A Eldorado Brasil (www.eldoradobrasil.com.br) agora adota o controle biológico de insetos-praga em suas florestas de eucalipto no Mato Grosso do Sul, uma área que deve chegar a 250 mil hectares até o fim deste ano. A estratégia de usar inimigos naturais para combater infestações está em linha com a gestão sustentável de negócios, defendida pela companhia.

Essas técnicas de controle oferecem uma série de vantagens, pois reduzem a população de insetos-pragas ao mesmo tempo em que ajudam a reestabelecer o equilíbrio ambiental. Além disso, diminuem a necessidade de aplicações de defensivos agrícolas que podem ser potencialmente tóxicos ao homem e à natureza.

“Em um ambiente equilibrado a ocorrência de surtos de insetos-praga é menos provável. Sendo assim não há necessidade de gastos com operações de controle e muito menos perda de produtividade causada por danos provocados pelo insetos-praga”, afirma Sharlles Dias, coordenador de Nutrição e Manejo da Eldorado.

Os controladores biológicos podem ser de três tipos. Os parasitoides, que parasitam outros insetos, impedindo seu desenvolvimento, como vespas que atacam lagartas desfolhadoras. Os predadores que buscam e se alimentam de outros insetos, como percevejos que se alimentam de lagartas. E, finalmente, patógenos, organismos que se multiplicam no organismo do seu hospedeiro, podendo causar infecções e outras complicações, com a o inseticida biológico a partir da bactéria Bt.

Os agentes de controle foram fornecidos à Eldorado pelo Ipef (Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais), por meio do Protef (Programa Cooperativo sobre Proteção Florestal). Mas já está em implantação na empresa um laboratório de criação de inimigos naturais.

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura