NOTÍCIAS

Embrapa apresenta cultivares de soja em Dia de Campo da AgroBrasília

Pesquisador André Ferreira apresentou as cultivares BRS 5980IPRO e BRS 7581RR, que participam da Competição de Cultivares da Agrobrasília 2019 - Foto: Breno Lobato

Com a apresentação das cultivares BRS 55980IPRO e BRS 7581RR, a Embrapa participou do Dia de Campo da 11ª Competição de Cultivares de Soja da AgroBrasília, realizado no dia 15 de fevereiro na Fazenda Triacca, no PAD-DF, Distrito Federal. Promovido pela Cooperativa Agropecuária da Região do Distrito Federal (Coopa-DF) em parceria com a Emater-DF, o evento mostrou 59 cultivares (55 Intacta RR2 PRO e quatro RR) adaptadas às condições do Distrito Federal e desenvolvidas por 15 diferentes empresas. Participaram mais de 500 pessoas, entre produtores, técnicos, representantes de empresas e estudantes.

As cultivares foram plantadas em 1º de novembro de 2018 em uma área de mil m² por cultivar. Todas elas receberam os mesmos cuidados quanto à adubação, à aplicação de herbicidas, manejo de pragas e doenças e ao tratamento das sementes plantadas. Os resultados serão divulgados durante a AgroBrasília 2019, feira que será realizada de 14 a 18 de maio no Parque Tecnológico Ivaldo Cenci, no PAD-DF.

O pesquisador André Ferreira, da Embrapa Cerrados (DF), destacou a cultivar BRS 5980IPRO, lançada em 2018 em parceria com a Fundação Cerrados, instituição formada por empresas produtoras de sementes do Distrito Federal, Bahia, Minas Gerais e Goiás. O material tem como principais características a precocidade (ciclo de 100 a 105 dias, adequado à região), que viabiliza a segunda safra, aliada à elevada produtividade. As plantas têm hábito de crescimento indeterminado, porte ereto e são resistentes ao acamamento. A população de plantas recomendada é de 400 mil a 420 mil plantas/há nas condições da região. 

A cultivar é resistente ao nematoides de galhas (Meloidogyne javanica) e ao nematoide de cisto Heterodera gycines (raças 3, 4, 5 e 14), tem tolerância ao glifosato e oferece proteção contra as principais lagartas da cultura da soja controladas pela tecnologia Bt, como a lagarta da soja (Anticarsia gemmatalis), lagarta falsa medideira (Chrysodeixis includens e Rachiplusia nu), lagarta das maçãs (Heliothis virescens) e broca das axilas ou broca dos ponteiros (Crocidosema aporema), além de suprimir lagartas do tipo Elasmo (Elasmopalpus lignosellus) e Helicoverpa (H. zea e H. armigera).

Em sistema de sequeiro, a BRS 5980IPRO alcançou 100 sc/ha em experimento realizado em 2017 na Embrapa Cerrados. Na região do Distrito Federal, foram observadas produtividades entre 70 e 80 sc/ha na safra 2018/2019, marcada por um longo veranico com elevadas temperaturas. Segundo Ferreira, uma área de sequeiro no PAD-DF alcançou 70 sc/ha, enquanto outra área da região irrigada com pivô obteve 79,2 sc/ha de média em 82 ha. Na região de Ipameri (GO), um produtor relatou que uma área de sequeiro plantada em 6 de outubro do ano passado produziu 68 sc/ha com 97 dias de ciclo.

“As folhas senesceram de forma natural apesar de terem passado por um veranico intenso. Não morreram por escaldadura devido às altas temperaturas”, observou, lembrando que durante o desenvolvimento na Embrapa, as cultivares são submetidas a um simulador de estresse hídrico. “Isso é importante para sabermos se o material tolera veranicos mais longos e mais quentes”, completou.

A cultivar tem indicação para as regiões edafoclimáticas de adaptação REC 301 (MS e GO), REC 303 (GO e MG), REC 304 (DF. GP e MG) e REC 401 (GO e MT). A cultivar pode ser adquirida junto às empresas de sementes licenciadas junto à Fundação Cerrados.

Já a cultivar BRS 7581RR é um pré-lançamento da Embrapa e da Fundação Cerrados. Destaca-se pelo alto percentual de vagens com quatro grãos, garantindo potencial produtivo. A planta é engalhadora e tem hábito de crescimento determinado, sendo resistente ao nematoide de cisto H. glycines (raças 1, 3, 5 e 14) e ao herbicida glifosato. A população de plantas que deve ser recomendada para a região é de 240 mil a 260 mil plantas/ha (o material ainda está em fase de arranjo de população). 

O material é semiprecoce, de ciclo de 115 a 120 dias na região, por isso supera mais facilmente os veranicos quando comparada a materiais mais precoces. Pode ser plantada desde o período de abertura de plantio até o fechamento de plantio “Poderá ser uma opção para quem vai fazer segunda safra com outras culturas”, explicou o pesquisador. “Será uma ótima opção para ser cultivada como refúgio das cultivares Intacta de mesmo ciclo”, completou.

Ferreira destacou ainda a preocupação da Embrapa não apenas com a produtividade, mas também com os principais problemas enfrentados pelos sojicultores, como os nematoides, cenário de déficits hídricos maiores e mais frequentes, doenças como a ferrugem asiática e a diminuição da eficiência das principais moléculas dos defensivos agrícolas, buscando reduzir o custo de produção com a oferta de cultivares mais tolerantes. 

O pesquisador lembrou que os quatro programas de melhoramento em soja da Embrapa estão focados tanto em produtividade quanto em resistência a doenças – convencionais, RR, IPRO e Intacta 2 Xtend, tecnologia que deve chegar na safra 2021/2022 com duas resistências a herbicidas e expressão de três proteínas do Bacillus thuringiensis para resistência a lagartas. 

Ele também informou que está próximo o lançamento de novos materiais com a tecnologia Shield, que apresentam genes de resistência à ferrugem asiática, diminuindo a pressão de resistência sobre as moléculas dos fungicidas utilizados para o controle da doença. “Temos buscado materiais que se adaptem ao sistema dos produtores, garantindo produtividade para que eles obtenham um bom retorno”, explicou.

Além da Embrapa, participam da Competição de Cultivares da AgroBrasília as empresas Agro Vitória/Grapa, Arena Sementes, Basf, Brevant, Coopadap, Dois Marcos, FT Sementes, Guaia, KWS, Macro Seeds, Mercantil Agrícola, Nidera Seeds (licenciamento), Nidera Sementes e Sementes WB.

 


ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura