NOTÍCIAS

Embrapa e Corteva assinam acordo de pesquisa

A Embrapa, o braço de pesquisa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil, e a Corteva Agriscience, da Divisão de Agricultura da DowDuPont, assinaram um acordo para realizar pesquisas para aumentar a competitividade e a sustentabilidade da agropecuária brasileira.  

A pesquisa se concentrará na genômica para melhorar a tolerância das culturas às pragas e à seca, aumentar a qualidade pós-colheita dos produtos agrícolas e minimizar o impacto ambiental da agricultura. As mais recentes ferramentas digitais serão utilizadas para apoiar a detecção precoce de doenças, e para melhorar as capacidades de previsão e modelagem para os decisores públicos e privados.

O contrato de quatro anos foi assinado por Mauricio A. Lopes, presidente da Embrapa, e Neal Gutterson, diretor de tecnologia da Corteva Agriscience, no Woodrow Wilson Center do Instituto Brasil, na Capital Washington, como parte de um programa maior intitulado “O Setor Agrícola Na Era da Bioeconomia ”.

No âmbito do acordo, a Corteva Agriscience fornecerá a tecnologia e as ferramentas digitais e a Embrapa conduzirá a pesquisa. 

“As principais prioridades da Embrapa são aumentar a sustentabilidade agrícola do Brasil e aumentar os meios de subsistência e a competitividade de seus agricultores. A genômica e as ferramentas digitais avançadas são duas das estratégias mais poderosas para fazer isso. É por isso que estamos muito animados com o acordo que assinamos hoje ”, disse Lopes.

Gutterson acrescentou: “A experiência, a expertise e o comprometimento da Embrapa com a inovação baseada na ciência fazem com que ela seja a parceira ideal da Corteva. Estamos ansiosos para trabalhar juntos para criar um futuro melhor para os agricultores brasileiros e um ambiente mais sustentável para suas comunidades ”. 

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura