NOTÍCIAS

Embrapa Hortaliças leva cultivares de tomate enriquecido e pimenta alaranjada para Hortitec

Tomate BRS Zamir.

O público da 26ª Hortitec terá a chance de conhecer duas cultivares da Embrapa Hortaliças que se destacam pelas características nutricionais. O tomate BRS Zamir apresenta altos teores de licopeno, um pigmento antioxidante eficiente no combate aos radicais livres no organismo; e a pimenta biquinho BRS Tui que possui mais do que o dobro de vitamina C do que a média de outras variedades do mesmo tipo. 

Tomate

Integrante de uma geração de híbridos enriquecidos, o tomate BRS Zamir faz parte do segmento “grape” e alcança até 144 mg/g de licopeno, enquanto os teores de outros híbridos comerciais disponíveis no mercado brasileiro atingem cerca de 40 mg/g. Os frutos alongados do BRS Zamir possuem sabor adocicado com teor de sólidos solúveis de até 11° Brix.

Outra característica de destaque dessa cultivar é o gene que estimula o grau de bifurcação dos cachos, aumentando o número de frutos por penca. A cultivar é indicada para todas as regiões produtoras, em cultivo protegido ou em campo aberto no período seco. O tomate BRS Zamir apresenta potencial produtivo na faixa de 6 a 8 kg de frutos por planta quando cultivado em ambiente protegido.

Pimenta

Lançada recentemente, a BRS Tui possui 250 mg de vitamina C por 100g de fruto enquanto que a média de outras variedades do tipo biquinho é de 99 mg/100 g de frutos. Além disso, os frutos são doces, crocantes, aromáticos e alaranjados. Com alta produtividade e uniformidade de frutos e plantas, a cultivar tem potencial para atender o mercado de frutos frescos e para o processamento industrial na forma de conservas, geleias, azeites e vinagres aromatizados. A BRS Tui também é indicada para o segmento de plantas ornamentais.

A cultivar é exigente em calor e sensível a baixas temperaturas e intolerantes a geadas. Nas condições de cultivo do Brasil Central, durante a época seca, a colheita dos frutos maduros em início cerca de 90 dias após o transplantio das mudas para o campo. A cultivar também possui resistência ao nematoide-das-galhas, resistência intermediária a oídio e a mancha bacteriana, e tolerância em campo a importantes viroses de pimentas. O conjunto dessas resistências às doenças diminui a necessidade de agrotóxicos nos cultivos de pimentas.

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura