NOTÍCIAS

Embrapa organiza 7ª ITRC e 30ª Abertura da Colheita do Arroz do RS em 2020

Embrapa e produtores organizam dia de campo para receber mais de 200 estrangeiros que vem conhecer o manejo da cultura do arroz irrigado no sul do país. - Foto: Cristiane Betemps

A Embrapa dá seguimento à organização, nos primeiros meses de 2020, de um dos maiores encontros de intercâmbio de conhecimento na área do arroz a nível internacional. No município de Pelotas, na Metade Sul do estado do Rio Grande do Sul, durante os dias 9 a 11 de fevereiro, é esperado cerca de 250 participantes na 7ª Conferência Internacional do Arroz de Clima Temperado, a 7ª ITRC, que ocorrerá nas dependências da unidade de pesquisas da Empresa, localizada à BR 392, Km 78.  Dentro da programação estão programadas palestras, discussões, apresentação de trabalhos orais ou posteres técnico-científicos, visita técnica a produtores parceiros e visitação à Abertura Oficial da Colheita do Arroz do RS, que se realiza na sequência, entre os dias 12 e 14 de fevereiro, na Estação Experimental Terras Baixas.

Programação internacional

Dentre os participantes da 7ª ITRC está confirmada a palestra de abertura Plataforma Sustentável do Arroz, com William Wyn Ellis, coordenador da Plataforma de Arroz Sustentável do Escritório das Nações Unidas para o Meio Ambiente, Ásia e Pacífico, Tailândia, composta por mais de 100 membros institucionais, convocada pela ONU, juntamente com parceiros do setor privado, de pesquisa e da sociedade civil. A Plataforma trabalha para a transformação do setor de arroz por meio da adoção em larga escala de boas práticas sustentáveis e inteligentes em termos de clima voltado aos pequenos produtores de arroz. O palestrante convidado atua há mais de 30 anos na Ásia, trabalhando no desenvolvimento agrícola e agro-inovação com agências da ONU, ADB, GIZ, empresas privadas, governos, universidades, ONGs e órgãos da indústria. Ele é Ph.D. pela Universidade Chulalongkorn em Bangkok, M.Sc. da Universidade de Reading e M.A. e B.A. pela Universidade de Oxford.

Estão previstas também a apresentação de temáticas com palestrantes renomados sobre Criação de Precisão / Novas Técnicas de Criação; Genoma no arroz: Avanços, desafios e implicações futuras recentes; Genômica de plantas daninhas de arroz: status, desafios e oportunidades;Análise genética baseada em QTL-Seq em arroz,Agricultura 4.0 - Revolução digital na agricultura; Como a agricultura digital está revolucionando o futuro dos alimentos; Veículos Aéreos Não Tripulados (UAVs) na Agricultura: Perspectiva de Plataforma, Controle e Aplicações; Da biotecnologia ao big data: um caminho para uma agricultura sustentável e inteligente; Intensificação sustentável da produção de arroz; Iniciativas para intensificação sustentável da produção de arroz em zonas temperadas, e a programação oficial do evento pode ser acessada aqui.

A 7ª ITRC é uma realização da Embrapa em conjunto com INIA Uruguai, com o apoio da Corteva Agriscience, Basf, FMC, RiceTec, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Fapeg, Expoarroz, Federarroz, Granjas 4 Irmãos e SOSBAI.

Apresentação de trabalhos científicos 

Foi estendida a aceitação de trabalhos escritos, orais ou como posteres técnico-científicos para 7ª ITRC. A comissão organizadora estará recebendo os trabalhos enviados até o dia 6 de janeiro de 2020. Se você quiser participar, pode acessar as orientações de apresentação dos trabalhos aqui ou aqui

Inscrições 

As incrições podem ser efetivadas até a data do evento, mas a orientação da Comissão organizadora aos participantes estrangeiros  é a sua realização ainda em meados de janeiro para melhor organização dos deslocamentos dos participantes.

Dia de Campo 

No último dia de agenda do evento, está programada a visitação ao produtor parceiro da Embrapa. O diretor técnico da Granjas 4 Irmãos, Jorge Iglesias, está preparando cerca de quatro estações técnicas, em Santa Vitória do Palmar/RS, para demonstrar o desenvolvimento da cultura do arroz, integrado a lavoura-pecuária da região.

Abertura da Colheita do Arroz tem novidades da pesquisa 

Ocorre pela segunda vez consecutiva a Abertura Oficial da Colheita do Arroz do RS nas dependências da Embrapa. Este ano a edição completa 30 anos e traz como tema central a Colheita do arroz e grãos em terras baixas: intensificação para a sustentabilidade. O evento se realiza na sequência da 7ª ITRC, entre os dias 12 a 14 de fevereiro de 2020, na Estação Experimental Terras Baixas da Embrapa, em Capão do Leão/RS.

Nesta edição serão contempladas cerca de 34 vitrines tecnológicas de empresas parceiras, lançamentos de produtos e cultivares, entrega do prêmio Pá do Arroz, além de reuniões de produtores. A Embrapa lançará a cultivar de arroz irrigado BRS A705.

A nova cultivar é uma evolução da BRS Pampa, segundo o pesquisador Ariano Martins de Magalhães Jr., pois o setor produtivo demandava uma cultivar que apresentasse uma flexibilidade no manejo. "Os orizicultores que adotaram a Pampa, muitas vezes a manejaram de forma inadequada e ela apresentava alguns problemas de acamamento, então buscamos aliar a produtividade, qualidade de grãos e a resistência ao acamamento para atender a estes sistemas de produção convencional", explicou Magalhães.

Também a pesquisa agropecuária está preparando o lançamento do aplicativo para dispositivos móveis PlanejArroz: a decisão na palma da sua mão, um software que simula a expectativa de produtividade de grãos ao usuário, além de trazer informações referentes aos estádios de desenvolvimento da planta, visando o manejo da cultura. O software é um trabalho conjunto entre Irga, Inmet e UFSM.

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura