NOTÍCIAS

Especial Agrishow: Visitantes da Agrishow 2016 têm as melhores opções de crédito para compra de máquinas

Os visitantes da Agrishow 2016, que vai até sexta-feira (29), em Ribeirão Preto, contam com a facilidade de ter as principais instituições financeiras brasileiras à disposição durante o evento para a consulta e a concretização de operações de empréstimos para aquisição de máquinas e equipamentos. Neste ano, estão com estande montado e equipes de atendimento atuando o tempo todo na feira o Banco do Brasil, BNDES, Bradesco, Caixa Econômico Federal e Santander. Todos estão disponibilizando suas linhas de investimento para atender a demanda dos produtores rurais (agricultores familiares, médios e grandes produtores), cooperativas e empresas do agronegócio.

O Banco do Brasil, por exemplo, disponibilizou, apenas em recursos próprios, um total de R$ 536 milhões para financiar e fomentar o agronegócio, sem contar as linhas oferecidas em parceria dom o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). De acordo com a instituição, uma estimativa dos 25 mil clientes potenciais que devem passar pela feira, possuem um limite de R$ 10,2 bilhões em crédito pré-aprovado para investir. As linhas de investimento são utilizadas para aquisição de máquinas, equipamentos, implementos, softwares e outros itens que agregam tecnologia ao campo. Outra novidade é a disponibilização ao público do aplicativo 'BB Agrishow', que permite aos produtores rurais simular o seu financiamento e enviar sua proposta ao banco, oferecendo conveniência e agilidade ao processo de crédito.

Também o BNDES está presente em mais uma edição da Agrishow. A Instituição é uma das principais financiadoras dos investimentos da agropecuária brasileira. Para a feira, o BNDES traz linhas especiais de crédito para o setor, que atendem às necessidades de agricultores e pecuaristas de todos os portes, desde o pequeno produtor familiar, passando pelas cooperativas, até os grandes empreendedores do agronegócio.

Sempre presente nos eventos mais importantes do calendário do agronegócio nacional, o Bradesco mais uma vez integra a Agrishow. O banco oferece soluções de negócios para o empresário do campo, que vão desde a cobertura de despesas de produção e apoio à comercialização até opções de crédito para a compra de máquinas e equipamentos ou investimentos para expandir, modernizar, ampliar ou realocar empreendimentos na área de agronegócios.

Iniciativa semelhante tem a Caixa, que manter uma equipe de gerentes para atender os produtores rurais e expositores, além de receber e encaminhar propostas de negócios para todas as suas unidades do país, de acordo com as necessidades de seus clientes, oferecendo mais agilidade e comodidade. As linhas de crédito rural são destinadas ao custeio, investimento e comercialização - agrícola e pecuária. São financiáveis investimentos fixos e semifixos, para produtores rurais Pessoa Física e Pessoa Jurídica, de acordo com os limites do programa. Esses financiamentos são contratados por meio da linha RO, lastreados com recursos da exigibilidade bancária, com taxas de juros que variam entre 8,75% ao ano e 10,5% ao ano. A instituição atua também com recursos do BNDES, por meio dos programas Finame Agrícola, Morderfrota e Inovagro.

Já o Santander lança durante a Agrishow dez medidas para ser o banco mais próximo do produtor rural brasileiro. As ações, focadas em um melhor atendimento, fazem parte do esforço do Santander no agronegócio, setor escolhido como prioridade para a instituição. Para avançar nesse mercado, em 2015 o banco reduziu em 40% o tempo para liberar financiamentos ao segmento. A carteira de financiamentos do banco para a cadeia aumentou 10% só no ano passado.

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura