NOTÍCIAS

Especial Expodireto: Morgan apresenta dois novos híbridos de milho no evento

Lançamentos são resultado de melhoramento genético e uso de biotecnologia com objetivo de aumentar produtividade, rendimento e qualidade de grãos.

A Morgan Sementes e Biotecnologia, marca da LongPing High-Tech, aproveita a edição comemorativa de 20 anos do Expodireto Cotrijal, um dos maiores eventos internacionais do agronegócio, para estar ainda mais próxima dos produtores rurais e exibir o que há de mais novo em híbridos de milho, quando se trata de melhoramento genético e tecnologia empregada em sementes. De 11 a 15 de março, em Não-Me-Toque (RS), os visitantes poderão observar, em vitrines demonstrativas, o desempenho dos precoces MG515 e MG545, desenvolvidos para a obtenção de alta produtividade e qualidade de grãos na safra verão e segunda safra.

Também em parcelas demonstrativas, o híbrido 30A37 estará novamente em evidência, com seu ciclo precoce, de potencial produtivo, estabilidade e qualidade de colmo. Na ocasião, destaque ainda para os superprecoces MG320 e MG300, além do MG652 desenvolvido para uso, preferencialmente, para os primeiros plantios em áreas de alto investimento e que tem como resposta o ótimo enraizamento e a máxima produtividade em campo.

Já agricultores em busca de híbridos para silagem terão a oportunidade de conferir de perto uma oferta de materiais com dupla aptidão, ou seja, que também oferecem resultados significativos na produção de grãos. Dois deles chamam a atenção pelo ponto ideal de silagem - o superprecoce 20A78 e o precoce 20A55, ambos aliando produtividade com estabilidade. “A demanda por alimentos é cada vez mais alta, o impacto na produção agrícola é enorme e nós, como representantes desta cadeia, queremos desenvolver soluções cada vez mais eficientes para apoiar os agricultores em seu ritmo de suprimento”, afirma a engenheira agrônoma Diogênes Panchoni, líder de Marketing da Morgan.

Biotecnologia - PowerCore Ultra apresenta ação quádrupla das proteínas inseticidas que reduz a chance de resistência simultânea e auxilia no manejo das principais pragas que atacam a cultura do milho, como a lagarta-do-cartucho (Spodoptera frugiperda), lagarta-elasmo (Elasmopalpus lignosellus), broca-do-colmo (Diatraea saccharalis),  lagarta-rosca (Agrotis ipsilon), lagarta-da-espiga (Helicoverpa zea) e lagarta-preta-das-folhas (Spodoptera cosmioides). Outras duas proteínas conferem tolerância aos herbicidas glifosato e glufosinato de amônio, o que proporciona controle de um amplo espectro de plantas daninhas e permite que a lavoura expresse seu máximo potencial produtivo. A tecnologia tem a aprovação da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio).

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura