NOTÍCIAS

Estudo inédito da Conab analisa dados da produção de hortaliças no DF e Entorno

Resultado apontou uma produção de aproximadamente 94 mil toneladas de batata, 44 mil toneladas de cebola e 135 mil toneladas de tomate. - Foto: Wenderson Araujo/CNA

A boa produção de batata, cebola e tomate no DF e Entorno, regiões predominantemente destinadas à safra de grãos, motivou a escolha dos produtos para um estudo inédito divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), nesta quarta-feira (24/02), que aponta as oportunidades e desafios enfrentados pela maioria dos produtores rurais no cultivo dessas hortaliças. O resultado apontou uma produção de aproximadamente 94 mil toneladas de batata, 44 mil toneladas de cebola e 135 mil toneladas de tomate, com total de quase 274 mil toneladas das três culturas no período amostral realizado.

Entre dezembro de 2019 e janeiro de 2020, foram visitadas 92 unidades localizadas na Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (Ride), onde foram apurados dados de produção, área plantada, produtividade, rentabilidade e custo estimado. A Ride abrange o DF, 29 municípios do estado de Goiás e quatro de Minas Gerais. “Esta foi a primeira vez que a Conab fez um levantamento em campo da produção de hortaliças”, ressalta Joyce Fraga, gerente de Estudos do Mercado Hortigranjeiro da Conab. “Esses dados serão agregados às informações de comercialização nas Centrais de Abastecimentos, que já disponibilizamos no Boletim do Programa Brasileiro de Modernização do Mercado de Hortigranjeiro (Prohort)”.

Os técnicos da Conab avaliaram os motivos que levaram os produtores locais a optarem por estas hortaliças, além de levantar dados e informações sobre a origem dos investimentos, os mecanismos escolhidos e os principais entraves para a produção e comercialização. “A escolha desses produtos foi feita exatamente pela relevância desses cultivos na região”, explica o superintendente da Conab no Distrito Federal, Rafael Bueno. “Além disso, também levamos em consideração a importância econômica, indicada pelo peso desses itens na composição do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)”.

Além do impacto dos custos de produção no cultivo destes produtos, o estudo mostrou que, com relação aos obstáculos relativos à comercialização, 51% dos entrevistados indicaram a carência de assessoria para realizá-la, enquanto 30% apontaram a dificuldade para acessar locais de comercialização, tais como mercados, feiras, Ceasas, etc. Outra questão apontada foi quanto a problemas no transporte, citado por 14% dos participantes da pesquisa.

Para as próximas ações, a Conab pretende incluir nos levantamentos futuros as frutas mais importantes para a economia local do Distrito Federal e Entorno, além de aperfeiçoar a coleta dos dados. Outro objetivo é expandir o projeto para outras localidades e com isso relacionar estes resultados obtidos aos dados de comercialização do Prohort.

Clique aqui para fazer download do compêndio. 

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura