NOTÍCIAS

Evento Raízes, da Nidera, chega ao Paraná

A Nidera Sementes realizou mais etapa do evento “Raizes" , em Foz do Iguaçu, no Paraná. Voltado para licenciamento o encontro ocorreu no mês de junho e reuniu durante dois dias mais de 200 colaboradores e parceiros da marca do Brasil e do Paraguai. O objetivo, segundo os organizadores , foi  de resgatar as propostas já realizadas, garantir as atuais e projetar crescimento para futuro.

O crescimento da Nidera Sementes nos últimos anos pode ser medido pelos números de vendas de produtos e também pelos resultados apresentados por pesquisas realizadas no setor.  Na safra 2013/14, a empresa comercializou 1,79 milhões sacas de sementes de soja do modelo vertical e a previsão para a safra 2018/19 é de que a venda alcance 2,75 milhões de sacas. 
Em 2017 Nidera foi a empresa mais lembrada pelos produtores em uma pesquisa que, entre outros questionamentos, busca saber qual a marca vem a mente dos agricultores quando o assunto é sementes.  Em 2018 a Nidera  permaneceu novamente na liderança e cresceu dois pontos percentuais em relação ao ano passado.
O crescimento faz parte de uma série de estratégias adotadas nos últimos anos com o objetivo de tornar a companhia cada vez mais competitiva e eficiente. A meta é elevar a marca ao posto de melhor e maior empresa de sementes na América Latina. Para isso a Nidera refinou seu portfólio, mantendo no mercado apenas produtos competitivos. "De 2014 para 2017, por exemplo, o portifolio de soja foi reduzido de 36 cultivares para 13 cultivares e o de milho de 12 híbridos para 6 híbridos", explicou Fábio Guerra, gerente de produtos Brasil e Paraguai.  Outro passo importante para alcançar este objetivo  reside no alinhamento das ações com licenciados e distribuidores, através de encontros como o Raizes que ocorrem em 2018 com o objetivo de esclarecer as novas políticas da empresa e apresentar novas estratégias. Após estes encontros a empresa oferecerá a cada parceiro treinamentos, capacitações e incentivos comerciais com o objetivo de garantir remunerações mais elevadas, ampliando a capacidade de vendas de cada um.
De acordo com o líder de negócios Brasil e Paraguai, André Franco, em 2017 a Nidera projetava ser a melhor empresa de sementes do Brasil e agora, após ser adquirida pela Syngenta, quer ser também a maior da América Latina. “Com a Syngenta nos podemos almejar ser também a maior empresa de sementes. Deixamos de ser uma empresa provedora de germoplasma para também ser uma empresa de biotecnologia”, explica. Franco projeta que para alcançar esta meta a empresa deverá garantir sistemas e processos corretos, com pessoas competentes nos lugares certos. “Buscaremos esta conexão trabalhando com os melhores parceiros em todos os países da América Latina e criando programas de benefícios que incentivem todos os licenciados”, destaca.
De acordo com Adriano Silva, gerente de Desenvolvimento de Produto, o crescimento da empresa está baseado em  quatro pontos essenciais: visão a longo prazo, maior integração das áreas, alinhamento entre países da América Latina e foco na equipe de Pesquisa e Desenvolvimento. “Estamos preparados para lançar variedades muito competitivas no mercado com as tecnologias Conkesta (tolerante a 2,4-D, glifosato e glufosinato, com as proteínas BT Cry 1F e Cry 1AC) e Intacta 2 Xtend (tolerante a glifosato e dicamba e com as proteínas BT Cry 1AC, Cry 2AB e Tich 105), que deverão ser comercializadas a partir da safra 2020/21”, projeta o pesquisador. O reforço do foco em Pesquisa e Desenvolvimento pode ser visto no crescimento da rede de ensaio de um ano para outro, passando de 187 locais e 20 mil parcelas em 2017 para 214 locais e 40 mil parcelas em 2018.
No Paraguai, onde atua há 12 anos, a Nidera tem atualmente 37% do market share de sementes e é líder de mercado há cinco anos. A meta é crescer ainda mais e alcançar 40% do mercado, chegando próximo a 500 mil sacos de sementes comercializadas na próxima safra. Para atingir 40% do mercado a empresa desenvolverá atividades em conjunto com licenciados para chegar aos produtores através de eventos e foco em produtos chaves. No total são 20 multiplicadores trabalhando com a Nidera, distribuídos nas principais regiões produtivas do país. Para o gerente de negócios no Paraguai, Pascual Gonzales Sanabria, o momento não poderia ser mais animador para colaboradores, distribuidores e licenciados. “A Nidera tem um portfólio que oferece grande produtividade aos produtores. Com produtos bons e licenciados parceiros e comprometidos cresceremos cada vez mais”, aposta. 
O modelo de licenciamento terá o maior crescimento ao longo de cinco anos.  Nélio Reis, Coordenador de Marketing e Comunicação destacou a importância de Licenciamento para a Nidera no Brasil “A Nidera planeja aumentar sua participação de mercado através de programa de licenciamento personalizado, que agrega serviços e capacitação técnica comercial com um portfólio competitivo”, explicou.

ver mais notícias