NOTÍCIAS

Falta de chuva prejudica 3ª safra de feijão da Bahia

A Bahia, que também tem, historicamente, uma terceira safra representativa, neste ano terá problemas com a falta de chuva.

No cenário nacional, a estimativa total de produção de feijão é de 3,71 milhões toneladas, segundo dados do relatório mensal divulgado pelo Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento. Cerca de 23% desse volume corresponde à terceira safra, significativa principalmente nos estados do Mato Grosso e Goiás.

A Bahia, que também tem, historicamente, uma terceira safra representativa, neste ano terá problemas com a falta de chuva, que já prejudicou mais de 50% da terceira safra. Do total da produção nacional, cerca de 62% correspondem ao feijão cores, 21% ao feijão caupi e 17% ao feijão preto. Avalia-se que oferta e consumo estão equilibrados e o Brasil terá abastecimento normal ao longo do ano.

O Paraná plantou neste ano 231 mil hectares de feijão, 8% a mais na comparação com o ano passado, quando a área foi de 212,8 mil hectares. Os bons preços registrados no primeiro trimestre de 2019 explicam o aumento, segundo o economista do Deral, Methodio Groxko.

No início da safra, o Deral previa a produção de 442 mil toneladas de feijão. Agora, os ajustes indicam manutenção da área plantada, mas redução na produção. “A safra vinha com bons resultados, mas com as chuvas contínuas nas regiões de Francisco Beltrão e Pato Branco há houve registro de perda de 18%, totalizando 80 mil toneladas”, explica Groxko. Agora, a expectativa de produção é de 361,8 mil toneladas. O feijão de segunda safra está praticamente colhido e 53% das lavouras estão em boas condições, 32% em condições médias, e 15% ruins.

A expectativa é que os preços se mantenham, com possibilidade de aumento a partir do agosto, com reduções previstas para a terceira safra. Ainda assim, o abastecimento paranaense não deve ser comprometido.

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura