NOTÍCIAS

Fase de enchimento de grãos requer atenção e manejo adequado da soja

Uma lavoura mal nutrida ou em desequilíbrio nutricional perde potencial produtivo e, desta forma, produz menos. - Foto: Wenderson Araujo/CNA

Sabemos que até o início do enchimento de grãos cerca de 80 a 90% de todo o investimento na lavoura de soja já foi instalado e está alocado nas folhas, hastes e raízes, porém, é comum observarmos situações onde a cultura apresenta sua estrutura vegetativa muito bem desenvolvida e sadia, mas que muitas vezes não expressa na colheita todo este potencial visual.

De acordo com o Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária (Imea), o custo operacional efetivo de uma lavoura de soja transgênica na safra 2020/21 em Mato Grosso, com adequada adubação, foi de 48,5 sacas por hectare.

É de suma importância que este investimento seja bem alocado na composição dos custos da lavoura, ou seja, é importante que os produtores tomem decisões acertadas não só na escolha dos fertilizantes, mas também de nutrientes e tecnologias. Para isso, ferramentas como análise de solo e folha são primordiais para auxiliar nas tomadas de decisões.

“O maior custo é não produzir. Uma lavoura mal nutrida ou em desequilíbrio nutricional perde potencial produtivo e, desta forma, deixa de produzir. O problema disso não são somente os dois ou três sacos não produzidos, mas sim o custo fixo que já foi gasto na lavoura”, destaca o Gerente Agro da Fast Agro, empresa do Grupo Nitro, Pedro Torsone.

Desta forma, é fundamental que os agricultores estejam atentos às tecnologias que podem auxiliar no manejo de final de ciclo das culturas. Potencializando a translocação de fotoassimilados, garantindo que todo o investimento feito e acumulado ao longo do ciclo em folhas e hastes na planta seja direcionado com maior eficiência e velocidade para os grãos, maximizando assim a produtividade final das lavouras.

Lançado pela Fast Agro | Nitro, o fertilizante foliar Loader provê as condições fisiológicas e nutricionais ideais para que a planta possa maximizar a produtividade e o retorno de todo o investimento feito pelo agricultor.

O Loader possui em sua composição um balanço nutricional exclusivo entre Potássio, Boro e Magnésio, além de um aminoácido específico que proporciona maior capacidade da planta para se manter ativa no momento em que falta umidade no solo. Loader é capaz de estimular processos fisiológicos primordiais para o bom funcionamento de todas as etapas do enchimento de grãos.

Além de melhorar o transporte de açúcares para os órgãos de maior interesse comercial, também é importante salientar a grande influência que o produto exerce sobre a manutenção de folhas maduras (fontes) em maior atividade fisiológica, permitindo que continuem realizando fotossíntese e acumulando açúcares por mais tempo.

Validação científica

Resultados de pesquisa realizada pelo Gapes (Grupo Associado de Pesquisa do Sudoeste Goiano) mostram ganho de 9,7 sc/ha em lavoura que recebeu Loader, com relação a outra área sem aplicação do fertilizante foliar.

Na cultura do algodão, em pesquisa realizada pela IDE Consultoria Agrícola, em São Desidério (BA), a lavoura com Loader obteve ganho de 13,8 @ de algodão em caroço por hectare e 5,8 @ de pluma/ha, além de maior rendimento de fibra.

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura