NOTÍCIAS

​Ferramentas de gestão ajudam a conhecer melhor as propriedades rurais

  • 03/02/2017 |
  • Rejane Costa

Marcelo Lagemann - Crédito Divulgação

A informação de todos os dados que compõem o trabalho realizado em uma propriedade rural é fundamental para garantir qualidade e rentabilidade ao produtor. A questão organizacional de uma fazenda passa por três itens: pessoas, processos e sistemas. Este será um dos temas abordados durante o Fórum Mercadológico na vigésima sétima Abertura Oficial da Colheita do Arroz, que acontece entre os dias 16 e 18 de fevereiro na Estação Experimental do Arroz, do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), em Cachoeirinha (RS). Intitulada "Foco na Rentabilidade: Gestão das Informações", a palestra será realizada pelo engenheiro agrônomo, economista e sócio da Connectere AgroGestão, Marcelo Lagemann.

Na opinião do especialista, a grande maioria dos produtores acaba dando mais atenção aos processos de manejo e deixam de lado a parte administrativa-financeira. Salienta que os processos de manejo são importantes, mas sem uma saúde financeira adequada, nenhum negócio se sustenta, e por isso é preciso produtividade com rentabilidade. O primeiro passo para saber o que está acontecendo dentro de uma propriedade é realizar um diagnóstico. Com base nas várias informações existentes dentro da parte administrativa, é possível saber em qual estágio o produtor se encontra.

Segundo Lagemann, quando se fala em gestão, ela engloba as áreas administrativa, de recursos humanos, comercial e manejo da lavoura. “Muitas vezes produtores que trabalham em uma mesma cultura, numa mesma região, se encontram em situações muito diferentes. Por isso, vou trabalhar um pouco na palestra sobre por que alguns produtores apresentam problemas financeiros e outros estão comprando terra”, enfatiza.

A palestra também vai abordar a questão organizacional em uma propriedade rural trabalhando com o conceito de empresa. Salienta que este ponto é muito importante porque é possível separar o que são as contas da fazenda e as que são particulares. “Vou apresentar algumas simulações de situações do dia a dia do produtor, com exemplos de lavouras de arroz”, observa Lagemann.

Dentro dos processos, está o fluxo das informações, como elas procedem dentro da empresa. Na parte de pessoas, está a questão da qualificação, da importância de que tanto os funcionários como os proprietários tenham um conhecimento e um treinamento contínuos. Já os sistemas servem para organizar as informações.

Conforme Lagemann, da mesma forma que na lavoura tem uma colheitadeira com alta tecnologia para colher de forma satisfatória, no escritório também é preciso ter ferramentas eficientes, como por exemplo um software de gestão. Ressalta, no entanto, que nada impede que dependendo do tamanho da propriedade se tenha planilhas ou até mesmo ainda anotações em caderno. “Existe, no entanto, um fluxo natural nessa questão administrativa que passa do caderno para as planilhas e depois para um software. As pessoas vão trabalhando de forma gradativa”, explica.

A palestra sobre Gestão das Informações será no dia 17 de fevereiro. A Abertura Oficial da Colheita é organizada pela Federação das Associações dos Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz). Mais informações podem ser obtidas no site www.colheitadoarroz.com.br.




ver mais notícias