NOTÍCIAS

Fertilizante foliar promete maior desenvolvimento vegetativo e produtividade em cana

A produção de cana-de-açúcar dessa safra foi reavaliada, uma vez que os canaviais brasileiros sofreram com a estiagem prolongada, principalmente na região Sudeste, nos meses de abril e maio de 2018. A redução na produção no cenário nacional pode chegar a 6%, aproximadamente 35 milhões de toneladas, o que equivale, por exemplo, a praticamente toda a produção do estado do Paraná.

A falta de chuvas no período , somada aos já conhecidos efeitos do inverno seco e frio da maioria das áreas produtoras, acarretaram uma visível redução no desenvolvimento vegetativo das plantas, atrasando assim o desenvolvimento dos canaviais. No entanto, as boas chuvas de outubro e novembro tiraram a cultura do grave estresse hídrico, e as plantas já estão aptas a receberem aplicações de soluções que podem minimizar as perdas pronunciadas, propiciando novos ganhos e, por consequência, a recuperação da produtividade dos canaviais afetados.

A Fertiláqua desenvolveu o Energy Cana, um fertilizante foliar de última geração, com bioestimulantes (ácidos orgânicos e aminoácidos) e complexo nutricional, que promete expressivo ganho de massa verde, impactando positivamente na produtividade e na qualidade da matéria prima.

Segundo Alan Borges, gerente de desenvolvimento da Fertiláqua, o produto é recomendado para ser aplicado entre os meses de novembro a fevereiro, período em que as plantas estão com alta atividade metabólica.

“Com a utilização do Energy Cana, os danos causados pelo período seco serão minimizados, uma vez que reduzirá o atraso no desenvolvimento vegetativo da cana-de-açúcar, através do aumento da atividade fisiológica das plantas e também por proporcionar um maior número de folhas fotossinteticamente ativas’’, explica.

Além de incremento de produtividade, segundo o fabricante o produto melhora o desenvolvimento do sistema radicular, e complementa a ação dos condicionadores de solo da linha Longevus, auxiliando na revitalização do solo, bem como no aumento da longevidade dos canaviais

ver mais notícias