NOTÍCIAS

Fertilizante foliar reduz danos causados pelo estresse hídrico à cana

O Energy Cana, da Fertiláqua, é um fertilizante foliar, com bioestimulante e complexo nutricional.

A seca prolongada que ocorreu nos últimos meses tem preocupado usinas e fornecedores de cana-de-açúcar do Centro-Sul do país. Áreas de cultivo de estados como São Paulo, Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso do Sul registraram apenas de 5% a 25% das chuvas normais nos últimos meses. E, com o clima seco, incêndios em plantações da cultura tem ocorrido e isto pode comprometer o desenvolvimento da lavoura, ameaçando reduzir a safra do próximo ano.

Para tentar diminuir perdas e manter um nível de produção elevado, melhores tecnologias devem ser adquiridas no momento atual da tomada de decisão dos executivos do setor.

Uma opção viável para recuperar parte do potencial produtivo é a aplicação de fertilizantes foliares, aprimorados nos últimos anos com muita tecnologia: formulações inovadoras, balanceamento nutricional específico para a cana-de-açúcar, além de pesquisa científica.

Energy Cana, da Fertiláqua, é um fertilizante foliar, com bioestimulante e complexo nutricional que atua na fisiologia da planta, promovendo ganho de massa verde, aumentando a qualidade da matéria prima e, consequentemente, a produtividade.

Segundo Alan Borges, gerente de desenvolvimento da Fertiláqua, seu grande diferencial é que a solução não tem como base somente a nutrição – macro e micronutrientes –, como a maioria dos produtos similares no mercado, mas também ácidos orgânicos e aminoácidos, que ativam e reequilibram a microbiota do solo e auxiliam no enraizamento, brotação das gemas e aceleração do metabolismo.

“Com a utilização do Energy Cana, os danos causados por períodos de estresse hídrico como o que aconteceu na grande maioria das áreas produtoras de cana, serão minimizados, uma vez que reduzirá o atraso no desenvolvimento vegetativo da cana-de-açúcar, por meio do aumento da atividade fisiológica das plantas e por proporcionar um maior número de folhas fotossinteticamente ativas’’, explica. 

Ensaios realizados pela Fertiláqua, em uma média de 20 áreas, apresentaram um incremento de 13% na produtividade, com 100,5 ton/ha (tratamento padrão) para 114 ton/ha (tratamento Energy Cana).

Estudo realizado por pesquisador da Unesp, da Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA), em Botucatu/SP, comprovou no campo que o Energy Cana aumenta comprimento e diâmetro de colmos, comprimento médio de entrenós (CME) e o índice de Toneladas de Cana por Hectare (TCH): de 94 para 106,4. Um segundo estudo, executado em Uberlândia/MG, apresentou um incremento de TCH de 154,8 para 163,7.

O Energy Cana é indicado para ser aplicado principalmente no período de maior desenvolvimento vegetativo da cultura, ou seja, entre os meses de novembro e fevereiro.

Além de incremento de produtividade, o Energy Cana melhora o desenvolvimento do sistema radicular das plantas, complementando a ação dos condicionadores de solo da Linha de Cana-de-Açúcar Fertiláqua. O maior ganho está na longevidade do canavial, pois plantas com raízes fortes e profundas são mais tolerantes aos danos causados pela colheita, pragas, doenças e pelo estresse hídrico.

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura