NOTÍCIAS

Foco da agroindústria deve ser em sustentabilidade no cenário pós-pandemia

Perguntas sobre tendências de consumo pós-pandemia, adequações no varejo e na forma de produzir estão no radar da indústria agroalimentícia quando se debate o futuro do setor. O caminho, entretanto, deve passar pela criatividade e sustentabilidade, defendem os especialistas que participaram da semana de lançamento do Alltech ONE Virtual Experience, lançado em maio. O simpósio online já reúne mais de 22 mil pessoas de 117 países para discutir ideais inovadoras no agronegócio.

O economista e professor adjunto de economia mundial na Trinity School of Business, David McWilliams, reforçou as grandes modificações que a pandemia pode trazer. “O que eu acho mais interessante em qualquer crise, sendo emocional, social, econômica ou financeira, que sempre parece acontecer, é: o que era radical antes da crise se torna convencional e o que era convencional se torna redundante. Então há uma mudança massiva no pensamento”, afirmou.

Segundo a CEO da ESG Results, Jessica Adelman, a Covid-19 freou, por exemplo, a tendência de alimentação fora de casa, fazendo com que cresça o consumo de refeições preparadas na cozinha das próprias pessoas. “Analistas do setor acreditam que somente no segundo trimestre desse ano veremos US$ 100 bilhões mudarem de restaurantes e serviços de alimentação para o espaço do varejo”, destacou. Neste cenário, Jessica ressalta que as empresas têm buscado criar experiências para seus clientes.

Sustentabilidade

Em meio a este contexto, Jessica Adelman apontou que o mundo pode ter um novo anseio pela garantia da segurança alimentar. “Isso significa que poderemos ter a chance de alimentar 10 bilhões de pessoas e preservar melhor nosso planeta”, complementou. Estes avanços na produção de alimentos já são foco dos agricultores, conforme mostrou o CEO da Futurity, Jack Bobo, em sua palestra.

“Precisamos ajudar as pessoas a compreenderem que essa jornada de sustentabilidade é uma jornada na qual os fazendeiros já têm estado pelos últimos 100 anos. Por milhares de anos de alimentação, a produção foi bastante constante. Mas há 100 anos a produtividade decolou”, disse. Bobo ainda lembrou que a curva de crescimento da produção de alimentos se mantém a frente do crescimento populacional.

Para o professor e especialista em qualidade do ar na Cooperativa de Extensão do Departamento de Zootecnia na Universidade de Califórnia, Dr. Frank Mitloehned, é possível que a produção chegue no ponto de reduzir o metano, conforme exemplos destacados em sua apresentação. O especialista também reforçou a importância das pessoas perceberem “que certos setores da sociedade, como o reflorestamento e a agricultura, também servem como um ralo para gases de efeito estufa”.

Outros debates

Em maio, ocorreu a semana de debates ao vivo do Alltech ONE Virtual Experience, que já estão disponíveis para acesso sob demanda na plataforma. Além disso, sessões que discutem os desafios e as oportunidades no agribusiness, aquicultura, bovinos de corte, agricultura, aves, suínos, bovinos de leite e agricultura sustentável também estão acessíveis. Os participantes terão acesso a todas as apresentações até maio de 2021, com adição de conteúdos exclusivos mensalmente.

De acordo com o presidente e CEO da Alltech, Mark Lyons, em junho, serão adicionados temas relacionados a saúde e bem-estar. “Pensar não só na saúde física, mas no bem-estar psicológico. Estamos lidando com um choque, que muitos de nós nunca passamos. Quando sofremos um choque isso pode criar uma explosão de inovação. Basta olhar a história para ver que isso é verdade”.


Para mais informações sobre o Alltech ONE Virtual Experience e para se inscrever, acesse: one.alltech.com.

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura