NOTÍCIAS

Formas alternativas de crédito auxiliam produtores em meio a incertezas econômicas

O planejamento é essencial para se atingir bons resultados no final da safra, principalmente em um cenário de incertezas políticas e econômicas, que além de restringir o crédito, torna cada vez mais difícil organizar os custos da safra. Para driblar esses problemas, os produtores têm recorrido a meios alternativos de financiamento, como o Barter, ferramenta que permite fixar os custos com insumos utilizando-se dos grãos que serão colhidos.

Foi o que fez Luciano Lara, produtor de soja em Uberlândia (MG), que pelo segundo ano consecutivo, optou pelo Barter. “No final da negociação com a Bayer, obtive uma valorização do meu produto”, disse o agricultor. Com esta operação, Lara negociou mais de 10 mil sacas da próxima safra de soja, 12% da sua produção.

Para produtores como Lara, a Bayer oferece duas modalidades de Barter - a física e a financeira. Na primeira, o pagamento é feito com o volume da safra acordado no momento da negociação. Na opção financeira, o agricultor pode pagar sua conta de defensivos em dinheiro pelo preço correspondente à quantidade de sacas acordadas no momento da compra, e ficar livre para poder negociar toda a sua produção da forma que for melhor para ele.

Outro exemplo de que esta operação é uma alternativa atrativa vem de Jaciara (MT). Gilson Provenssi, produtor de soja, milho e algodão na região, trabalha com as operações de Barter há 12 anos. Hoje 50% da sua produção são financiadas com esse tipo de negociação. “Também costumo utilizar o crédito bancário, mas o Barter, para mim, é o mais vantajoso. Eu o faço para financiar adubo, sementes e defensivos. Utilizo metade da minha produção e ainda tenho lucro”, comenta o produtor.

Novas opções de crédito no mercado

As variações dos preços das commodities, a instabilidade política brasileira, volatilidade do câmbio e a restrição de crédito das instituições financeiras criam um ambiente mais favorável às operações de troca. “O Barter é um instrumento de proteção que o produtor rural tem à sua disposição para poder atrelar o custo da produção com o resultado dela“, disse Paulo Soares, gerente Nacional de Barter da Bayer.

Segundo Soares “se os produtores investirem em qualidade dos insumos, visando a melhor produtividade da lavoura, aumentam as suas chances de lucro no momento de venda do grão“. Ao fixar o seu custo inicial, ele terá todo o saldo de sua produção para gerenciar sua receita da maneira que melhor convier ao produtor.

A busca por oportunidades de ampliação dos ganhos é inerente à atividade do produtor, uma vez que ele vive da receita da venda de sua produção. “Da mesma forma que o custo de produção pode ficar relativamente menor com a subida do preço da soja para fixar sua receita total, o custo dele pode ficar relativamente maior se esse mesmo preço da soja cair. Ao fazer o Barter, ele trava apenas parte da produção, correspondente aos seus custos, e a variação da receita do produtor estará restrita ao resto da produção“, afirma o gerente da Bayer. O custo com a safra pode ser “travado” em qualquer momento, mas o quanto antes o produtor souber os seus gastos melhor ele gerenciará a sua rentabilidade.

“A Bayer trabalha para ser parceira do produtor dentro e fora da porteira, entregando o melhor produto no campo e oferecendo o melhor serviço financeiro para apoio na sustentabilidade do seu negócio”, finaliza Paulo Soares.

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura