NOTÍCIAS

Fundecitrus faz apresentações sobre o greening na Semana da Citricultura

Na última quarta-feira (6/6), todas as palestras do período da tarde da Semana da Citricultura tiveram o greening como tema. Em sua apresentação sobre atualizações no manejo do psilídeo, o pesquisador do Fundecitrus Marcelo Miranda falou do uso de três medidas sustentáveis: o feromônio sexual do inseto, que está em fase de formulação e regulamentação e que tem a capacidade de aumentar a eficiência das armadilhas adesivas amarelas; o caulim processado, que possui efeito repelente ao inseto; e o bioinseticida, desenvolvido pela parceria entre Fundecitrus, Esalq/USP e Koppert, que já está no mercado e que não deixa resíduos em folhas e frutos, dentre outros benefícios.

O também pesquisador do Fundecitrus Renato Bassanezi reforçou a necessidade de maior frequência de pulverizações nas bordas dos pomares para o controle do greening, pois é nestes locais que os psilídeos predominantemente se instalam, vindos de áreas externas, e onde há o maior número de plantas doentes.

O engenheiro agrônomo Luis Henrique Scandelai explicou a importância do Sistema de Alerta Fitossanitário para o monitoramento do inseto e, consequentemente, para medidas de controle mais assertivas, com destaque para as ações em áreas externas aos pomares comerciais, nas quais, em parceria com empresas e prefeituras, funcionários do Fundecitrus visitam chácaras e casas que possuem murtas e árvores de citros que não recebem o controle recomendado, conscientizam sobre o greening e solicitam a troca destas por mudas de outra frutíferas ou ornamentais. Scandelai salientou a boa aceitação da população e apresentou os resultados obtidos de setembro de 2017 a maio de 2018, com mais de 61,5 mil plantas de citros erradicadas de quintais em áreas urbanas e rurais.

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura