NOTÍCIAS

Herbicida Sumitomo cresce em área tratada na safra 2019/2020

Foto: Tony Oliveira/CNA Brasil.

Quase quatro anos depois de lançado, o herbicida de marca ZethaMaxx, do portfólio da companhia japonesa Sumitomo Chemical, foi o que mais cresceu no Brasil em área tratada, no segmento pré-emergentes, no ciclo 2019-20. Os dados são do estudo BIP – Business Inteligence Panel, da consultoria Spark Inteligência Estratégica. Conforme o levantamento, o produto tratou 1,1 milhão de hectares de lavouras de soja na última safra, e superou a marca de 2,1 milhões de hectares aplicados na soma das últimas três safras.

De acordo com o engenheiro agrônomo Murilo Borges, gerente de herbicidas da Sumitomo Chemical, ZethaMaxx tem sido utilizado nos mais diferentes pontos da ampla fronteira agrícola da soja brasileira. Segundo ele, o produto, com ação pré-emergente, ganhou a adesão de produtores principalmente pelos benefícios que transfere à pré-semeadura e à dessecação da oleaginosa.

“O produto também age com eficácia sobre diversas espécies de plantas invasoras de difícil controle, como buva, capim-amargoso, capim-pé-galinha, vassourinha-de-botão, caruru e trapoeraba, incidentes em diferentes regiões da fronteira agrícola da soja. Conforme Borges, a exclusiva formulação do produto proporciona efeito residual prolongado, reduzindo assim perdas por matocompetição inicial com a oleaginosa.

Borges atribui ainda o resultado robusto obtido pela Sumitomo Chemical, na comercialização de ZethaMaxx, à crescente sobreposição observada na semeadura de culturas ‘RR’ nas áreas de soja. Este cenário, acrescenta o agrônomo, elevou significativamente o número de espécies daninhas resistentes ao glifosato.

“Conhecemos hoje pelo menos nove plantas com essa característica, e esse número só tende a aumentar. Para controlá-las, recomendamos usar herbicidas pré-emergentes com diferentes mecanismos de ação. Essa é, certamente, a melhor ferramenta para proteger e dar longevidade às moléculas de herbicidas presentes no sistema de produção agrícola brasileiro. Nestes tratamentos chamados ‘manejo de resistência’, ZethaMaxx entrega ao produtor resultados diferenciados”, complementa Murilo Borges. “Por atuar com eficiência sobre invasoras monocotiledôneas e dicotiledôneas, o produto resgata a tranquilidade do produtor de soja no tocante ao manejo de daninhas.”

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura