NOTÍCIAS

Inoculante para milho é lançado no Rio Grande do Sul

O lançamento no Rio Grande do Sul acontece nos dias 24/09 em Cruz Alta e 25/09 em Passo Fundo.

O inoculante BiomaPhos é capaz de aumentar a absorção de fósforo no milho resultando em cerca de 10% de incremento no rendimento de grãos. O desenvolvimento do produto é uma parceria da Embrapa com a empresa Bioma. O lançamento no Rio Grande do Sul acontece nos dias 24/09 em Cruz Alta e 25/09 em Passo Fundo.

Grande parte do sucesso na produção de grãos no Brasil pode ser atribuído ao uso de fertilizantes, com consumo crescente nas lavouras desde a década de 70 (INPI). De acordo com a Associação Nacional para Difusão de Adubos (ANDA), em 2019 o consumo de fertilizantes no Brasil cresceu 3% em relação ao ano passado, chegando a 36,5 milhões de toneladas. O Brasil é o 4º maior mercado consumidor mundial de fertilizantes ficando atrás apenas da China, Índia e Estados Unidos, mas com a maior taxa de crescimento.

A composição básica nas formulações dos fertilizantes no mercado é o NPK: nitrogênio (N), fósforo (P) e potássio (K), nutrientes indispensáveis para o desenvolvimento das plantas.  A necessidade de reposição destes nutrientes no solo a cada nova safra tem aumentado os custos de produção, principalmente porque cerca de 65% dos fertilizantes utilizados no Brasil são importados. Nesta safra, as cotações dos fertilizantes subiram, em média, 38% devido ao aumento cambial.

É neste cenário que o mercado de insumo biológicos cresce 20% ao ano. Uma das tecnologias consagradas na produção de grãos é o uso de inoculantes, biofertilizantes que utilizam microrganismos vivos para promover o desenvolvimento da planta. Hoje o produtor brasileiro já conta com inoculantes para culturas como soja, feijão, trigo e, mais recentemente, o milho.

Aproveitamento do fósforo

O fósforo é elemento vital para a saúde e o vigor das plantas. Com origem mineral, armazenado em rochas, apenas dez países detém 95% das reservas de fósforo do mundo, com 72% das reservas no Marrocos. Um recurso escasso e finito frente a crescente demanda por fertilizantes no cenário internacional de intensificação da produção de grãos para abastecer o aumento populacional.

No Brasil, o fósforo foi aplicado sucessivamente nos solos desde a década de 70, aliado a práticas conservacionistas como o plantio direto, gerando um estoque estimado em mais de 25 milhões de toneladas do nutriente. Contudo, os solos argilosos do Brasil fixam o fósforo e não liberam para as plantas. 

Para tornar o nutriente disponível às plantas, pesquisadores da Embrapa identificaram duas bactérias capazes de solubilizar o fósforo do solo em benefício da cultura do milho. Segundo a pesquisadora da Embrapa Milho e Sorgo, Christiane Paiva, as cepas das bactérias Bacillus subtilis e Bacillus megaterium, contidas no inoculante, capturam e quebram as moléculas do fósforo, permitindo a absorção pelas raízes do milho. 

De acordo com a pesquisadora da Embrapa Milho e Sorgo, Jane Machado, experimentos no Rio Grande do Sul mostraram aumento de 10% em média no rendimento de grãos. “Foi visível a diferença nas plantas, com aumento no diâmetro do colmo e maior área foliar”, conta Jane.

O inoculante deverá chegar às lavouras de milho através do produto BiomaPhos, com lançamento em todo o País nos meses de agosto e setembro.  No Rio Grande do Sul, a apresentação acontece em Cruz Alta, dia 24/09; e em Passo Fundo, dia 25/09. Informações no site da empresa Bioma 

Serviço
Lançamento BiomaPhos
24/09: Cruz Alta, RS – 19h30 - Centro de Eventos Erico Verissimo. Informações 55-99919-9200
25/09: Passo Fundo, RS – 19h30 – Palazzo Centro de Eventos. Informações 54-99666-2064

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura