NOTÍCIAS

Inverno seco é marcado por "altos e baixos" na temperatura e ocorrência de geadas

  • 20/07/2016 |
  • Williams Ferreira, Marcelo Ribeiro

Assim como previsto anteriormente, nas últimas semanas o calor fora de época tem se alternado com o frio comum após a passagem das frentes frias. Junto com as temperaturas mais elevadas o tempo também tem se apresentado bastante seco. Chuvas isoladas têm ocorrido mais na porção sul do Paraná ajudando as culturas de inverno da região.

Fenômeno El Niño/La Niña

Atualmente as condições são neutras e deverão permanecer assim até o final de agosto quando poderá ter início um evento La Niña, o qual pode se estender até o próximo verão, que terá início no final de dezembro, momento em que esse evento deverá chegar a sua máxima intensidade. Apesar do período de neutralidade, os dias quentes do atual inverno ainda são consequências do último El Niño. Todavia, a proximidade de um evento La Niña favorece o aumento das atividades das massas de ar polares no continente antártico. Tal fato tem se revelado na ocorrência das atuais frentes frias que têm adentrado o Brasil com maior intensidade, trazendo mais frio do que nos últimos anos. Assim, a principal característica que deverá marcar o atual inverno será o grande contraste entre períodos muito frios, associados à passagem das frentes frias e períodos mais quentes em pleno inverno.

As chuvas nos próximos meses

Em agosto as chuvas poderão ficar abaixo da média para os estados do Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro e Mato Grosso do Sul. Em Minas Gerais as regiões onde os eventos de chuva deverão ser reduzidos serão as regiões Sul de Minas, Triângulo Mineiro, Campo da Vertentes, Metropolitana de Belo Horizonte e a porção mais ao sul da Zona da Mata mineira.

Em setembro há probabilidade de que as chuvas fiquem abaixo da média para a região metropolitana de Curitiba, centro oriental paranaense e norte pioneiro paranaense. Para todo o estado de São Paulo, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás e Tocantins e extremo oeste da Bahia. A exceção é para o Rio Grande do Sul. Nesse mês, a probabilidade é de que naquele estado as chuvas fiquem acima da média.

Considerando o trimestre agosto, setembro e outubro, há entre 50 e 60% de probabilidade de que as chuvas fiquem abaixo da média do período nos estados do Paraná, São Paulo e a mesorregião do Sul de Minas, Campo das Vertentes, Oeste de Minas, Triângulo Mineiro, assim como a porção sul da Zona da Mata, e também nos estados de Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte, na região nordeste do país.

Temperatura em agosto

Para o mês de agosto é esperado que as temperaturas fiquem acima da média em todo o Brasil. Apesar de 2016 se apresentar como um ano em que as temperaturas deverão ser mais elevadas, no atual inverno maior atenção deve ser dada à passagem de frentes frias que, além de mais intensas, têm se deslocado em maior velocidade, trazendo o ar mais frio e mais denso, e provocando assim a queda rápida da temperatura próximo ao solo.

A chegada das frentes frias são comumente marcadas pela ocorrência de chuvas fortes, que cessam logo após a passagem da frente onde encontra-se a massa de ar polar com temperaturas muito baixas e, por isso, muito secas. No atual inverno, maior atenção deve ser dada às lavouras de café instaladas nas regiões mais elevadas, pois tais condições são extremamente favoráveis a ocorrência de geadas.

O Café

Nesse tempo mais seco maior atenção deve ser dada à reserva de água ainda presente no solo. Assim, todas as técnicas que evitem a perda de água do solo são recomendadas.

Uma técnica simples é a roçagem das lavouras, que ajuda na redução da presença de plantas daninhas, eliminando qualquer tipo de competição por água com a planta do café. Capinas devem ser evitadas no tempo seco, pois essa técnica pode danificar o sistema radicular, prejudicando assim a absorção de água e nutrientes pelas plantas.

O produtor pode realizar a poda onde for necessário à renovação da parte aérea da planta, isso irá reduzir o consumo de água pela planta, bem como fornecer material vegetal que poderá servir como cobertura morta, já que para proteger o cafezal nesse período seco, a adoção de cobertura das entrelinhas é recomendada.

Podem ser utilizados como cobertura morta a própria casca do café além de palhadas e capim seco. Além de reduzir a presença de plantas daninhas, essa técnica ajuda a reduzir as perdas de água do solo por evaporação, bem como o aumento da matéria orgânica e, consequentemente, com a melhoria da fertilidade do solo.

O período seco contribui para a uniformização da florada. Todavia, mesmo durante o período mais seco da estação do ano podem ocorrer eventos de chuvas isoladas na região cafeeira, que poderão induzir a ocorrência de floradas. Entretanto, devido à pouca chuva prevista nesse período do ano, há grandes chances de as primeiras floradas serem abortadas. Nesse sentido, as técnicas de preservação de água do solo anteriormente citadas são importantes para assegurar o vingamento das primeiras floradas nesse período mais seco.

O prognóstico

A análise e o prognóstico climático aqui apresentados foi elaborada com base na estatística e no histórico da ocorrência de fenômenos climáticos globais, principalmente daqueles atuantes na América do Sul. Foram consideradas ainda as informações disponibilizadas livremente pelo NOAA; Instituto Internacional de Pesquisas sobre Clima e Sociedade — IRI; Met Office Hadley Centre; Centro Europeu de Previsão de Tempo de Médio Prazo — ECMWF; Boletim Climático da Amazônia elaborado pela Divisão de Meteorologia (DIVMET) do Sistema de Proteção da Amazônia (SIPAM) e com base nos dados climáticos disponibilizados pelo INMET/CPTEC-INPE. Pelo fato do prognóstico climático fazer referência a fenômenos da natureza que apresentam características caóticas e são passíveis de mudanças drásticas, a EPAMIG e a Embrapa Café não se responsabilizam por qualquer dano e, ou, prejuízo que o usuário possa sofrer, ou vir a causar a terceiros, pelo uso indevido das informações contidas na presente matéria. Sendo de total responsabilidade do usuário (leitor) o uso das informações aqui disponibilizadas.

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura