NOTÍCIAS

John Deere destaca projeto sobre conectividade na Bahia Farm Show

As regiões Norte e Nordeste vêm ganhando espaço no agronegócio brasileiro, sendo que um dos termômetros está no aumento do volume de exportações. Entre 2016 e 2017, por exemplo, o Norte registrou alta de 44,7% e o Nordeste, 31,4%, segundo dados da Confederação da Agricultura e Pecuária (CNA). A conjunção entre investimento em infraestrutura e acesso à tecnologia no campo tem sido determinantes para esse movimento.

E é atenta a essa realidade que a Agrosul Máquinas, concessionário da John Deere na Bahia e no Piauí, novamente estará presente na Bahia Farm Show, a maior feira do agronegócio do Norte e Nordeste do país, na cidade de Luís Eduardo Magalhães (BA), de 5 a 9 de junho. Com foco em Tecnologia e Agricultura de Precisão, a empresa, que conta com sete lojas no Oeste do estado, apresentará ao público novidades com seu portfólio de máquinas e serviços de Pós-vendas.

Os principais destaques do concessionário estão voltados à tecnologia e inovação. Um deles é o projeto de Conectividade Rural, que surge para preencher uma das lacunas da infraestrutura do agronegócio: a falta de conexão no campo. A iniciativa consiste na instalação de torres de transmissão de acordo com a necessidade de cada produtor, que permitirá que ele esteja conectado, inclusive em áreas onde o sinal das operadoras de telefonia móvel não chega. O acesso à internet é indispensável em um setor que depende cada vez mais de tecnologia e inovação para crescer. Nesse sentido, a John Deere também lançou recentemente o Centro de Operações, outra atração na Bahia Farm Show.

A ferramenta é uma plataforma online de gerenciamento de dados, que integra informações agronômicas, de máquina e produção, permitindo que o produtor, a partir do cruzamento de dados, identifique oportunidades de redução de custos e otimização da operação, de forma precisa e segura, e sem sair do escritório. A plataforma conta com as funcionalidades do Apex - outro software de gerenciamento de dados da John Deere -, que recebe o backup do programa, com a vantagem de poder ser acessado de diversos computadores e em diferentes lugares.

"O Conectividade Rural e o Centro de Operações são ferramentas que aliam tecnologia, inovação e análise de dados. Esse conjunto de soluções que dá ao agricultor a oportunidade de monitorar a operação, mesmo à distância, representa a agricultura do futuro, que passa a ser de Decisão e não somente de Precisão", diz Rodrigo Bonato, diretor de Vendas da John Deere Brasil.

Máquina para todo ciclo produtivo

A Agrosul Máquinas levará um portfólio completo de maquinários. Os tratores da Série 9R, os maiores da John Deere fabricados no mundo, ideais para grandes propriedades, estarão presentes no evento. Essas máquinas contam com tração nos eixos dianteiro e traseiro e potências de 420 a 520 cv. Para a máxima eficiência aos tratores da série, o produtor tem a opção da plantadeira DB90, modelo com 61 linhas de plantio e perfeito para a agricultura de algodão, cultura com forte presença no oeste baiano. O equipamento traz um conceito desenvolvido pela John Deere Brasil, que é o plantio sem adubação na linha com disco duplo na semente, permitindo uma velocidade maior de deslocamento. Outro equipamento voltado à mesma cultura é a Colhedora de Algodão CP690, que combina soluções de colheita e construção de módulos em uma só máquina.

Ainda na linha de equipamentos grandes, o visitante poderá conferir os tratores das Séries 7J e 8R, que unem alta potência e tecnologia. Já a Série 5E tem os modelos pensados para o pequeno produtor. Versáteis e eficientes, esses equipamentos utilitários são ideais para atender as necessidades do dia a dia das propriedades rurais e atividades mais específicas, como carretas agrícolas e manutenção de áreas urbanas. A linha dos médios com a Série 6J, máquinas desenvolvidas para grande produtividade que proporcionam alto desempenho e baixo consumo combustível, completa a vitrine de tratores John Deere na feira.

Todo o maquinário necessário para o ciclo produtivo fará parte do estande de 600m² da Agrosul Máquinas na Bahia Farm Show. Na seleção de colheitadeiras, a Série S chega com os modelos S550, S680 e S690, equipamentos mais leves que geram menos compactação de solo e permite atuação em terrenos alagados. E tem ainda o pulverizador 4730 com barra de fibra de carbono.

Pós-vendas e capacitação do produtor

Além das soluções de tecnologia e de uma ampla oferta de máquinas agrícolas, o cliente John Deere conta com uma experiência completa de serviços em Pós-vendas, que vai desde a manutenção dos equipamentos à capacitação do produtor rural. E é com foco na profissionalização da mão de obra no campo que a Agrosul conta com uma parceria recém firmada com a Abapa (Associação Baiana dos Produtores de Algodão), uma das organizadoras da Bahia Farm Show.

Essa parceria funciona como um multiplicador de conhecimentos. Na prática, os profissionais da Agrosul oferecerão aos clientes John Deere e aos associados da Abapa cursos de formação continuada em mecanização agrícola, em treinamentos teóricos e atividades em campo. A ideia é que o produtor entenda o funcionamento dos equipamentos para, com isso, extrair ao máximo os benefícios da máquina, otimizar o processo produtivo e ampliar seus ganhos.

E, como os serviços de pós-vendas e profissionalização de mão de obra são fundamentais, a expectativa é que parcerias como essa atinjam cada vez mais trabalhadores rurais, através de associações e instituições em todo o País. Atualmente, a John Deere conta com mais de 270 pontos de vendas.

Com participação de grandes empresas de máquinas, implementos, insumos e serviços, a Bahia Farm Show é uma das principais feiras do agronegócio regional. Para este ano, às marcas brasileiras, se juntam empresas dos Estados Unidos, Alemanha e Argentina, totalizando 250 expositores. Em 2017, a feira movimentou mais de R$ 1,5 bilhão em volume de negócios e recebeu 60 mil visitantes.


ver mais notícias