NOTÍCIAS

Lavoura de algodão tem prejuízos no MT

A passagem de uma frente fria pelo centro do país deixa o tempo instável e com possibilidade de novas pancadas de chuva sobre as áreas produtoras de São Paulo, Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso. O que mais preocupa são as precipitações sobre as áreas de algodão do Mato Grosso, onde poderão trazer prejuízos a qualidade das fibras. Já nas demais regiões, a chuva apenas pode inviabilizar os trabalhos de colheita do milho, café e cana-de-açúcar, mas nada que venha trazer prejuízos, apenas atrasos. Por outro lado, a instabilidade manterá os solos com níveis mais elevados de umidade, favorecendo o desenvolvimento das plantas e contribuindo nas operações de dessecação.

No Sul, a passagem de uma nova frente fria pela Região também deixa o tempo instável sobre o Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. A chuva vai elevar os níveis de umidade do solo e consequentemente favorecer o desenvolvimento das lavouras, em especial do trigo. Após a passagem deste sistema, uma massa de ar polar avança e provoca geadas em grande parte do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Não há riscos para geadas nas áreas produtoras de café e nem de cana-de-açúcar. No sábado (11) as temperaturas devem ficar um pouco mais baixas, sendo que em alguns municípios do Sudeste pode ficar abaixo do 10°C.

Tendência para a próxima quinzena

Nos próximos 15 dias não há nenhum risco de que ocorra qualquer tipo de intempérie climática que cause prejuízos à produção agrícola no Brasil. Apenas o Algodão, no Mato Grosso, pode ter problemas com a chuva que está ocorrendo e é prevista.

ver mais notícias