NOTÍCIAS

Microgeo integra o painel de produtividade da 2° Reunião Canaplan 2018

Marcada para acontecer no dia 24 de outubro, em Ribeirão Preto (SP), a segunda Reunião Canaplan 2018 irá reunir representantes dos diferentes segmentos da cadeia de produção da cana-de-açúcar da região Centro Sul do país, para discutir a reavaliação da safra de 2018/2019 e apresentar a primeira visão para a safra dos próximos anos. Entre os participantes confirmados está a Microgeo, que além de patrocinadora oficial do evento, integrará o Painel de Produtividade desta edição.

Na ocasião, o gerente da área de Desenvolvimento de Mercado e Novos Negócios da empresa, Antônio Marcos Corder, apresentará os benefícios do Adubo Biológico Microgeo, único do mercado a restabelecer o microbioma do solo, também conhecido como o conjunto de microrganismos que vivem e interagem em um ambiente.

“O nosso adubo biológico age desta forma por ser constituído de alta biodiversidade de microrganismos exclusivos e adaptados ao local de uso, bem como por nutrientes que favorecem a atividade microbioma nativa do solo”, explica Corder. Como benefício, ele ajuda a condicionar as propriedades físicas, químicas e biológicas do solo, contribuindo assim com a agregação do mesmo, aumento da infiltração e retenção de água, bem como a potencialização da eficiência dos fertilizantes, defensivos e herbicidas.

Segundo Corder, o Adubo Biológico Microgeo pode contribuir muito com a nova política do RenovaBio, que traça uma estratégia conjunta para a segurança energética e a redução de emissões de gases causadores do efeito estufa ao longo da cadeia de produção de biocombustíveis. “Um estudo recente, conduzido pela Fundação Espaço ECO – entidade mantida pela Basf – revelou que o cultivo de cana-de-açúcar, atrelado à adubação biológica, teve uma redução de 40% do impacto ambiental”, diz. Para se ter uma ideia, foi comprovado que para uma usina média, com processamento anual de 4,5 milhões de toneladas de cana, em 50.000 hectares, o Adubo Biológico Microgeo ajudou a reduzir em 56 milhões de quilos a emissão de CO² na atmosfera.

“O plantio de cana-de-açúcar, alinhado com o uso do Microgeo, ainda aponta benefícios de produtividade, maior longevidade do canavial, melhor aproveitamento dos insumos e menores fatores de emissão de poluentes. E é exatamente isto que iremos abordar no Painel de Produtividade, para que os produtores comecem a se preparar para os próximos anos”, finaliza.

ver mais notícias