NOTÍCIAS

Milho se destaca com mais de 75 milhões de toneladas previstas na safrinha

Um dos fatores responsáveis pela alta produtividade do grão é o uso da aviação agrícola, hoje uma importante ferramenta de manejo das lavouras.

Com a pandemia causada pelo novo coronavírus, é essencial garantir a alta produtividade de um alimento como o milho, rico em nutrientes e acessível a todas as classes sociais. A safrinha, que ocorre entre abril e junho, deve atingir 75,4 milhões de toneladas, para uma estimativa de produção total no ano de 101,9 milhões de toneladas, segundo dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Um dos fatores responsáveis pela alta produtividade do grão é o uso da aviação agrícola, hoje uma importante ferramenta de manejo das lavouras, não só em função da rapidez e precisão na pulverização de defensivos, como também pela redução dos custos de aplicação.

O controle das pragas e doenças é fundamental para aumentar o potencial de produção, explica o professor da Unesp de Botucatu (SP), Ulisses Rocha Antuniassi. “Além de boas condições meteorológicas neste ano, em particular, um dos elementos positivos da cadeia produtiva do milho nesta safra é representado pela aplicação de inseticidas e fungicidas por meio da pulverização aérea, principalmente pelo porte da cultura”, pontua. Ele alerta que na pulverização terrestre pode ocorrer a quebra das plantas, prejudicando a produtividade.

Segundo Ulisses, a aviação agrícola vem sendo cada vez mais adotada no país e ganha força e competitividade por garantir uma produção de melhor qualidade, além de ser ama ferramenta de aplicação no país com regulamentação específica e com normas rígidas.

Baseada em sua experiência no campo, a empresa Aerotek Aviação Agrícola realizou um comparativo na produção da cultura do milho entre as técnicas de aplicação terrestre e aérea. Nesta última, o resultado foi um aumento na produtividade de cerca de sete sacas por hectare. Além disso, o produtor diminuiu o desperdício de produtos e ganhou na economia de água. “Acreditamos que nosso trabalho leva resultados reais em benefício tanto do produtor quanto da população. É o que temos visto nesse momento, na safrinha do milho e com os resultados desse teste comparativo. Quantidade de defensivos correta representa maior produtividade, economia de recursos e qualidade na mesa dos brasileiros”, pontua o diretor da Aerotek, Tiago Textor.

o gestor de operações da Perfect Flight - startup de gestão de aplicação aérea - Leonardo Luvezuti, aponta que a aviação traz também mais segurança nesse momento, em que a preocupação com o meio ambiente e a higiene sanitária estão em evidência, já que nem o piloto e nenhum outro funcionário das propriedades terão contato direto entre si e com o produto. “Propiciar mais cuidados com a saúde e uma aplicação mais precisa são os pontos fortes da aplicação aérea. Em relação ao milho, há ainda outra vantagem: evitar a contaminação com pragas e doenças por meio dos implementos que tocam as plantas, como pode acontecer no caso da pulverização terrestre”, pontua Leonardo.

Startups como a Perfect Flight, que sozinha soma mais de 6 milhões de hectares processados, são cada vez mais procuradas. “Nossa ferramenta foi criada para levar ainda mais tecnologia ao setor, com mapas personalizados e dados que auxiliam os profissionais a fazerem uma aplicação que ultrapassa 90% de assertividade”, explica Leonardo.

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura