NOTÍCIAS

Morgan apresenta no Dinetec híbridos para lavouras de milho

Híbridos da Morgan produziram acima de 160 sacas por hectares na safrinha 2018. Foto: Divulgação

De 16 a 18 de janeiro, a Morgan Sementes e Biotecnologia participa do Dinetec, Dia de Negócios e Tecnologias, no município de Canarana (MT). Os agricultores da região que visitarem o estande da marca receberão informações técnicas sobre o portfólio de produtos indicado para o Norte e Nordeste mato-grossenses e que tem auxiliado no crescimento da produção agrícola do Brasil.

“O aumento de produtividade nas lavouras é multifatorial. Na Morgan contribuímos com os agricultores oferecendo genética superior, que se traduz em um portfólio de híbridos versáteis e resistentes, e entregamos também o que há de melhor em tecnologia incorporada aos produtos como PowerCore Ultra e o Tratamento de Sementes Industrial”, explica a engenheira agrônoma Diogênes Panchoni, líder de Marketing da Morgan.

No estande da Morgan, os agricultores poderão avaliar parcelas demonstrativas dos destaques da marca para a região: os novos MG600 e MG744 e o produtivo MG580. Além dos destaques, a Morgan também apresenta no Dinetec os híbridos MG652, MG699 e MG711, o já tradicional 30A95 e o lançamento MG545.

Dentre os destaques, o MG580 tem despontado por seu ciclo precoce, permitindo flexibilidade no manejo de colheita. Aliado à precocidade, o material apresenta potencial produtivo e estabilidade de produção que proporciona mais segurança ao agricultor mesmo em condições adversas. Na safrinha 2018, o MG580 superou 158 sacas por hectare na lavoura comercial de Maurício Bernardi, na Fazenda Volta Redonda, município de Canarana.

Já o MG600, outro precoce indicado para lavouras de alto investimento, tem na resistência de colmo e na sanidade foliar suas principais vantagens. O colmo com alta resistência física facilita o gerenciamento de colheita, enquanto sua destacada sanidade foliar permite que o material expresse seu potencial produtivo mesmo em condições de pressão de doenças. Em Canarana, na segunda safra de 2018, sua produtividade foi de 162 sacas por hectare na fazenda Nossa Senhora Aparecida, de Roberto Burin.

Outra novidade do portfólio da marca é o MG744, também precoce e para lavouras de alto investimento, sendo ideal para plantio integrado com híbridos de ciclos ainda mais curtos como o próprio MG580. Na Fazenda Volta Redonda, a produtividade em lavoura comercial foi de 142,97 sacas por hectare.

Biotecnologia - PowerCore Ultra apresenta ação quádrupla das proteínas inseticidas que reduz a chance de resistência simultânea e auxilia no manejo das principais pragas que atacam a cultura do milho, como a lagarta-do-cartucho (Spodoptera frugiperda), lagarta-elasmo (Elasmopalpus lignosellus), broca-do-colmo (Diatraea saccharalis),  lagarta-rosca (Agrotis ipsilon), lagarta-da-espiga (Helicoverpa zea) e lagarta-preta-das-folhas (Spodoptera cosmioides). Outras duas proteínas conferem tolerância aos herbicidas glifosato e glufosinato de amônio, o que proporciona controle de um amplo espectro de plantas daninhas e permite que a lavoura expresse seu máximo potencial produtivo. A tecnologia tem a aprovação da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio).

ver mais notícias