NOTÍCIAS

​Novas ferramentas para conhecer as lavouras: Medição de Condutividade Elétrica do Solo

A busca contínua por aumento de produtividade agrícola torna necessário coletar cada vez mais informações e dados sobre as lavouras. Como elemento central, o solo deve ser conhecido em detalhes. Em alguns casos, mesmo a amostragem em grade feita na Agricultura de Precisão não é suficiente sozinha.

Para conhecer as áreas com detalhamento ainda maior é possível usar sensores eletrônicos que capturam dados a cada poucos metros. Um dos sensores que começa a ser empregado para caracterizar o solo dentro de uma nova fase da agricultura de precisão é o que mede a condutividade elétrica do solo.

A condutividade elétrica do solo não possui isoladamente significado agronômico, mas é uma forma indireta de se conhecer as variações que existem em uma área. A condutividade é diretamente relacionada à textura e à capacidade de armazenamento de água. Também é correlacionada, em menor escala, a outras características da física do solo.

As principais vantagens na medição da condutividade são a praticidade do processo e a riqueza de detalhes, pois a medição é feita de forma contínua, ao passar o equipamento no solo sendo arrastado por um trator ou outro veículo. Os dados são coletados diretamente pelo equipamento, não precisando análise em laboratório. Não existe um custo por análise, sendo o investimento feito apenas no equipamento.

Com este diagnóstico, é possível gerar um mapa bastante detalhado de condutividade elétrica, conhecendo assim a variabilidade da área a cada poucos metros. É uma excelente ferramenta para trabalhos com agricultura de precisão, que, justamente, prevê o tratamento localizado das áreas conforme as características existente. Após, é possível fazer uma amostragem de solo dirigida de acordo com a variabilidade encontrada. Ou, dependendo da realidade da fazenda, direcionar os investimentos em agricultura de precisão para as áreas menos uniformes.

Pela sua relação com a disponibilidade hídrica, trabalhos recentes também apontam o uso da medição de condutividade como uma das ferramentas para orientar plantios com população variável de sementes para aproveitar ao máximo o potencial de cada parte das lavouras.

Como uma nova ferramenta que gera um conjunto de dados com grande detalhamento, novas aplicações além das já conhecidas devem surgir nos próximos anos à medida que a tecnologia se dissemina, gerando ainda mais informações para o manejo das lavouras. Como nova tecnologia, vem para agregar informações, não sendo um substituto de ferramentas já consolidadas como a amostragem do solo.

Mais informações sobre a Falker

Site: www.falker.com.br

Facebook: www.facebook.com/falker.com.br


ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura