NOTÍCIAS

Nutrição adequada das plantas é essencial para mitigar estresses climáticos no trigo

Soluções naturais podem reduzir perdas na safra e elevar o potencial produtivo da planta. - Foto: Divulgação

Após um período de secas em várias regiões do país, o ciclo produtivo do trigo está se intensificando desde meados de junho, época em que aumentam os riscos ao plantio por conta de estresses térmicos e hídricos, que podem afetar a produtividade. Por conta disso, triticultores já estão adotando uma série de medidas para mitigar os impactos climáticos em suas safras, entre elas, o manejo nutricional.

Uma boa nutrição é fundamental para atingir o potencial produtivo da cultura, conforme explica a engenheira agrônoma Mayra Soares, gerente técnica de grãos da Alltech Crop Science. “O solo é o principal local em que as plantas buscam seus nutrientes, sendo necessário repor o que foi extraído pela cultura anterior e fornecer a quantidade demandada pela nova cultura, ou seja, pelo trigo. Grande parte da nutrição é aplicada na base, porém muitos fatores podem interferir em sua disponibilidade até o final do ciclo, tais como volatilização, lixiviação, adsorção, dentre outros, sendo muitas vezes, necessário suprir demandas pontuais, que pode ser atendida via foliar, com nutrientes solúveis e complexados por aminoácidos e, também, podendo ser aplicado via semente, quando demandado em pequenas quantidades, garantindo assim o fornecimento homogêneo do elemento nutricional”, ressalta. 

O produtor de trigo Matheus Barreta tem uma propriedade de 100 hectares, em Abelardo Luz (SC). Com expectativa de produção para esse ano de 90 sacas, está sempre apostando na boa nutrição para elevar a produtividade de sua cultura. “Uma planta bem nutrida vai conseguir expressar ao máximo o seu potencial produtivo. Tem que disponibilizar a quantidade exata, evitando a deficiência de nutrientes em cada momento do ciclo, seja de macro ou micronutrientes”, comenta.

Nutrientes importantes

Entre os nutrientes importantes para o bom desenvolvimento do trigo, principalmente no início do plantio, o zinco é um dos que mais se destaca. “O zinco faz parte de muitas enzimas que vão dar início ao metabolismo da planta, portanto, é extremamente importante para a divisão e expansão celular, além de ser precursor da auxina, um dos fitohormônios que regulam o crescimento da planta e estimula o desenvolvimento do sistema radicular”, explica Mayra. 

Benefícios

O uso dessas composições na cultura do trigo promove uma série de benefícios ao plantio, desde um estande uniforme com plantas vigorosas, com raízes mais profundas, além de maior número de perfilhos. “Isso vai fazer com que as plantas tenham maior tolerância as adversidades climáticas, maior eficiência fotossintética, que será convertido em energia, transferida aos grãos, para que no final, o produtor tenha ganhos produtivos”, enfatiza Mayra.

Além do zinco, outras fontes nutricionais e metabólicas contribuem para que essa planta se desenvolva bem e tenha um grande número de perfilhos, influenciando diretamente na produtividade. Entre os destaques, estão produtos à base de aminoácidos, mas que também contenham em sua composição nitrogênio, fósforo e potássio. Na propriedade catarinense, o produtor destaca justamente o uso do nitrogênio: “faço a aplicação na fase de perfilhamento e alongamento, pois nesse caso, a planta vai definir seu total potencial produtivo. Também faço a medição das doses de nitrogênio durante o ciclo da cultura”, ressalta Matheus.

Para o produtor, o uso de soluções naturais à base de nitrogênio elevou a produtividade e também a qualidade da safra. “Testamos por dois anos consecutivos e tivemos aumento de duas sacas. A partir disso, adotamos em 100% da área. Notei também um aumento no pH e na qualidade dos grãos, as plantas ficaram mais sadias e reduzimos significativamente as perdas”, diz.

Orientação do especialista

A engenheira agrônoma reforça a necessidade de utilizar produtos à base de aminoácidos livres, como o Liqui-Plex Bonder, da Alltech Crop Science, que tem atuação no metabolismo da planta reduzindo estresses oxidativos e, também, promovendo maior taxa fotossintética, por conta de sua composição nutricional e orgânica. Além disso, a especialista recomenda o tratamento de semente com extrato vegetal e zinco complexado por aminoácidos, buscando maior germinação e o bom desenvolvimento das raízes. “Ainda contamos com o Grain-Set um produto composto por manganês, enxofre, zinco, aminoácidos e extrato vegetal, importantes para manter o balanço hormonal, fundamental para a formação e fertilidade dos órgãos reprodutivos” finaliza. 

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura