NOTÍCIAS

O Dia do Algodão terá palestra Saúde do Solo e Sustentabilidade Agrícola

Pesquisadora da Embrapa, Ieda de Carvalho Mendes, fará a palestra com o tema Saúde do Solo e Sustentabilidade Agrícola.

O Dia do Algodão 2019 vai ocorrer em 14 de junho, na sede do Instituto Goiano de Agricultura (IGA), em Montevidiu. Este ano, um dos destaques do evento fica a cargo da pesquisadora da Embrapa, Ieda de Carvalho Mendes, que comandará uma das palestras do Dia do Algodão. Ieda é responsável pela estação que vai abordar o tema: Saúde do Solo e Sustentabilidade Agrícola.

A pesquisadora explica que os dois campos estão intimamente ligados. A saúde do solo ultrapassa o sentido de produtividade, e engloba a capacidade do solo de manter plantas, animais e pessoas saudáveis. Também está relacionada à capacidade do solo em armazenar água, sequestrar carbono, mitigar gases de efeito estufa e degradar pesticidas. “Estamos falando de algo que vai muito além de grãos por hectare, envolvendo aspectos ambientais e de saúde”, diz.

Um solo mal cuidado, com sua saúde comprometida, possui comportamento distinto em relação, por exemplo, ao estresse hídrico, reagindo de forma inferior às suas potencialidades. “O solo saudável é mais resiliente e por isso tolera melhor situações de estresse hídrico. Por ser um solo biologicamente mais ativo, o solo saudável tende a acumular matéria orgânica, que favorece uma melhor estrutura do solo, aumentando sua capacidade de armazenar água, tornando-o mais tolerante à seca”, afirma.

Ieda informa também que, num primeiro momento, um solo comprometido ainda mantém produtividade regular, mas ao custo de entradas elevadas de pesticidas e fertilizantes no sistema, uma prática insustentável a longo prazo. “Por isso é importante entender que a saúde do solo vai além da produtividade imediata”, pontua. Outro aspecto da palestra diz respeito a serviços ambientais, como a degradação dos pesticidas. “Em solos saudáveis, o período de permanência dos pesticidas é menor, o que colabora para a desintoxicação do ambiente”, afirma.

Atenção do produtor para cultivo de algodão

Ieda realizou um diagnóstico das fazendas cotonicultoras de Goiás e o resultado será apresentado durante a palestra no Dia do Algodão. Todavia, adianta que as boas práticas de manejo são a melhor forma de manter a saúde do solo. Sistemas como plantio direto, uso de culturas de cobertura, rotação de culturas, manejo integrado de pragas e aumento da agrobiodiversidade são exemplos de ações que garantem a sustentabilidade do solo. “Quanto mais diversidade no agrossistema, melhor a saúde do solo, o que resulta, entre outras coisas, em ganho de produtividade”, resume.

Por fim, Ieda adianta que em julho deste ano a Embrapa vai lançar a tecnologia de bioanálise do solo. A tecnologia consiste na incorporação de dois parâmetros relacionados ao funcionamento da maquinaria biológica às análises de rotina do solo. Para a pesquisadora, o agricultor brasileiro será o primeiro no mundo a poder acessar o funcionamento da maquinaria do solo de sua propriedade por meio da análise de duas enzimas (Beta-glicosidase e Arilsulfatase).

A tecnologia da bioanálise de solo envolveu a seleção dessas duas enzimas e a geração de níveis críticos definidos em tabelas de interpretação, que permitem ao agricultor monitorar a “saúde” do solo, sabendo exatamente o que avaliar, como avaliar, quando avaliar e como interpretar o que foi avaliado. “Além de um grande avanço, a bioanálise é o mais novo aliado para a sustentabilidade dos sistemas tropicais de produção agrícola, empoderando os agrônomos na tomada de decisões com relação aos sistemas de manejo.  Espero que, com a adoção bioanálise, a relação das pessoas com o solo evolua e que passem a enxergar o solo como um superorganismo vivo e não apenas como uma mistura de argila, silte, areia e elementos químicos”, conclui.

Promovido pela Associação Goiana dos Produtores de Algodão (Agopa), o Dia do Algodão está em sua 16ª edição, e contará neste ano com outras três estações temáticas: Desempenho de Cultivares; Monitoramento e Manejo de Nematoides em Grandes Áreas; e Manejo do Algodoeiro para Altas Produtividades e Qualidade de Fibra. As inscrições podem ser feitas pelo link disponível aqui

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura